Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Bravos do Maquis empata e "refora" despromoo

Daniel Megas - Luena - 13 de Setembro, 2015

Maquisardes entraram pressionados pela fuga zona de despromoo

Fotografia: Jornal dos Desportos

Num jogo marcado pela expulsão de Hélio, aos 61´minutos,  jogador do Benfica de Luanda, causou desânimo ao técnico Zeca Amaral que decidiu depois não falar à imprensa.

Os maquisardes entraram cientes das dificuldades e depressão que vivem de fugirem à zona de despromoção. Encontraram um adversário aguerrido e que luta também pelo titulo, complicando ao máximo os “azuis e branco”. Trata-se do mesmo oponente que lhe pós fora da Taça de Angola no mesmo local do empate de ontem.

O equilíbrio foi a tónica dominante, com muitas oportunidades falhadas por ambas terminando por 0-0, na etapa inicial.

O reatamento foi caracterizado por nervosismo das duas equipas, uma com ânsia de vencer para chegar ao título (Benfica de Luanda) e outra para não descer de divisão. Porém, os dianteiros das duas formações estiveram muito perdulários, trazendo calafrios aos adeptos pelos falhanços protagonizados.

Os últimos 15 minutos foram dominados pelo Maquis que quase sufocou os encarados da capital, com jogadas perigosas construídas em ambos flancos. O Benfica, uma equipa excessiva defensiva, soube desfazer as jogadas de Chole e Bruno, “acordando” o empate sem golos.

Com o resultado o Bravos do Maquis mantém-se na 14ª posição, agora com 23 pontos. Nos últimos cinco jogos restantes o Bravos do Maquis precisa de duas vitórias, para se manter na fina flor do futebol nacional.