Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Cala e 1 de Maio de Benguela repartem pontos

13 de Junho, 2016

Proletrios conquistam ponto no Huambo na estreia do treinador Hlder Teixeira

Fotografia: Santos Pedro

O Recreativo da Caála não aproveitou o factor casa para conquistar os três pontos no jogo diante do Estrela Clube 1º de Maio de Benguela, disputado ontem no estádio Mártires da Kanhala, no encerramento da 15ª jornada do Girabola Zap 2016. O empate sem golos acaba por penalizar mais a equipa da Caála que defrontou os proletários na estreia do novo treinador, Hélder Teixeira, demitido após a terceira jornada da formação do Huambo.

O facto de Hélder Teixeira conhecer o plantel do Recreativo da Caála ajudou imenso para complicar a vida ao adversário. Os caalenses, por mais que tentaram, não conseguiram "furar" a bem montada estratégia dos proletários. Aliás, mesmo tendo se apresentado bem no jogo, caso o 1º de Maio de Benguela saísse derrotado do Mártires da Kanhala não constituiria escândalo, pois a formação treinada por Alberto Cardeau jogou o suficiente para conquistar os três pontos. Contudo, os seus jogadores estiveram com as "botas rotas", por isso, não foram capazes de "bater" o guarda-redes Leo.

O guarda-redes do 1º de Maio de Benguela acabou mesmo por ser o grande herói do jogo. Leo, em tarde de grande inspiração, anulou em várias ocasiões as pretensões dos planálticos em marcar os golos que garantissem a conquista de mais uma vitória no campeonato. O árbitro Mauro de Oliveira realizou um bom trabalho. O juiz luandense contou com boa colaboração dos seus assistentes.