Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Cala e Acadmica tm sortes diferentes

Betumelano Ferr?o - 15 de Março, 2017

O  Clube Recreativo da Caála (CRC) - Sagrada Esperança tem tudo para fervilhar, esta tarde, o Estádio Mártires da Kanhala. O jogo tem os ingredientes para agradar quem estiver nas bancadas, as duas equipas gostam de atacar, um item importante que pode fazer com que a partida seja disputada, do princípio ao fim.

Tanto o CRC quanto o Sagrada demonstram ter as rotinas ofensivas bem definidas, é por isso que ninguém vai se surpreender, com uma vitória caseira ou forasteira, pois estamos em presença de duas equipas com perfis equivalentes.

O CRC faz bons resultados dentro e fora de casa, o mesmo também está a fazer o Sagrada, um sinal indicador de que as duas equipas vão se esticar em campo, para amealhar a totalidade dos pontos. Se a previsão der certo, o jogo é capaz de ter golos e uma entrega total dos 22 atletas.

Por causa da dinâmica que o CRC e o Sagrada costumam a imprimir, é justo repartir o favoritismo em chances iguais, das duas equipas  espera-se tudo menos um resultado desnivelado. As duas equipas têm oito golos marcados no campeonato, uma boa amostra da qualidade ofensiva que ostentam.

O CRC e o Sagrada venceram na jornada passada, é verdade que os diamantíferos fizeram o resultado da ronda, 6-0 ao JGM, mas o que conta mesmo é o estado emocional com que os contendores vão defrontar-se, chegam ambos moralizados para o que der e vier.

A outra partida da tarde vai opor a Académica do Lobito ao Desportivo da Huíla, um jogo entre duas equipas aflitas, que entram em campo com o mesmo número de pontos. Os estudantes jogam em casa têm de fazer uma jogatana para não desaparecer no Buraco, pois os militares aparentam ter um plantel com mais recursos.

A jornada passada correu mal aos dois contendores, até certo ponto, os estudantes tinham muito mais chances de pontuar no jogo com  o 1º de Maio do que o Desportivo contra o 1º de Agosto. Como as vitórias morais não valem, quer a Académica como o Desportivo estão na obrigação de corrigir o mau resultado da ronda anterior.

Os jogos no Buraco costumam ser agridoces para os estudantes, apenas foram dois lá disputados, é verdade, mas serviram para mostrar que a equipa é capaz do 8 ou do 80. A fraca campanha dos estudantes é incapaz de dar tranquilidade aos seus adeptos, pois o enorme desperdício de pontos pode fazer que a equipa volte a fazer um esforço extenuante  para não descer de divisão, há duas épocas seguida que é assim.