Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Campeo favorito no leste

Betumeleano Ferro - 29 de Dezembro, 2018

1 de Agosto procura esta tarde inverter o curso dos maus resultados que assola a equipa nas ltimas jornadas

Fotografia: Edies Novembro

O Estádio das Mangueiras pode ficar em ebulição, durante o tempo em que durar o Saurimo FC - 1º de Agosto, a partir das 15h00. O campeão precisa no mínimo de um empate, para recuperar a liderança do campeonato, que está em posse do sensacional Desportivo da Huíla, curiosamente sua filial.
Sem liberdade de escolha, agravado com os percalços do rival Petro de Luanda, é de prever que a equipa militar se empenhe ao máximo, para atingir os seus objectivos, numa tarde em que também se joga no Tafe, o Sporting de Cabinda - FC Bravos do Maquis.
Uma vitória extramuros, é o pensamento único, nas hostes do 1º de Agosto. A equipa pretende mais do que recuperar a liderança do Girabola, pois, a verdadeira ambição é provar à todos, que ainda tem pernas para prolongar o estado de graça no campeonato.
Quanto mais cedo o campeão recuperar o que é seu, mais confiança pode ter para se manter de pé na corrida pelo objectivo supremo. Depois do descalabro nas Afrotaças , as atenções estão centradas nas competições domésticas.
As Mangueiras sempre trazem boas recordações ao 1º de Agosto, daí,  que muitos antevêem uma repetição dos filmes anteriores. Ainda assim, vai ser necessário derramar suor, para superar os lundas em casa.
É verdade ,que o Saurimo FC ainda não apareceu no campeonato, mas o adversário sabe quem é o alvo a abater, durante os 90 minutos, motivo por que vão manter-se cautelosos o tempo todo, para impedir que os anfitriões aproveitem para fazer das suas.
A equipa do Leste demora a pegar de estaca no campeonato, e a má classificação de antepenúltimo com cinco pontos, menos um jogo, ajuda a perceber o por que está  na nona jornada com os adeptos ainda ansiosos por ver a equipa a aparecer no Girabola.
Um triunfo sobre os militares é a meta estabelecida, mas para o querer e o poder é necessário atitude competitiva, uma exibição irrepreensível para prevalecer diante do campeão.
O FC Bravos do Maquis agitou as águas do campeonato, na quarta-feira, com a vitória sobre o Petro de Luanda. Os maquisardes estão com a cotação em alta,  devem estar a causar calafrios antecipados no seio dos leões.
Uma nova vitória extramuros era a cereja no topo do bolo, por isso, as chances disso acontecer são reais, mas o Sporting de Cabinda gosta de grandes momentos. A equipa do Moxico, de certeza, que espera repetir a exibição ou vai ter de  render-se diante do poderio dos donos da casa.


OBJECTIVO
D´ Agosto em Saurimo
a pensar no topo


Com o objectivo de recuperar a liderança, o 1º de Agosto enfrenta hoje às 15h00, no Estádio das Mangueiras, o Saurimo FC, com o \"estatuto\" de favorito.
Os tricampeões nacionais perderam a primeira posição para o Desportivo da Huíla,  sabem que têm de ganhar para reassumir o lugar, cedido na quinta-feira aos huilanos.
A formação orientada por Dragan Jovic pretende mostrar um novo rosto neste desafio, em função das exibições pouco convincentes que exibem nas últimas três jornadas, em que apenas ganhou um dos dois jogos.
Não existe histórico entre as duas equipas, pois, é a primeira vez que se defrontam, mas apesar do favoritismo recair para os militares, a realidade mostra que os jogos ganham-se dentro do campo, daí, a formação da casa manter a ambição de vencer.
O actual momento dos agostinos, dá azo para que os lundas acreditem que  conseguem um resultado favorável, pois, os militares empataram nos últimos dois desafios.
Durante a semana de preparação, a equipa técnica trabalhou os aspectos de motivação, além da recuperação e manutenção física e os aspectos técnicos e tácticos, em que os jogadores estão novamente num período de adaptação aos sistemas adoptados pelo técnico sérvio Dragan Jovic, neste regresso à equipa, um ano depois.
Com os avançados foi feito um trabalho de acerto com as balizas, dado o \"divórcio\" nos dois últimos jogos, Mabululu e Ary Papel, os melhores marcadores, com quatro e dois golos, respectivamente, têm uma palavra a dizer na recuperação da eficácia.
No meio -campo a concorrência está forte, há vários jogadores a disputarem um lugar,  Buá, Mário, Mongo e Show podem ser os escolhidos. Em relação a defesa, continua sólida, os centrais Dany Massunguna e Bobó garantem a posição, além dos laterais Isaac e Paizo, e do guarda-redes Tony Cabaça.
Jorge Neto