Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Campeão joga no Ombaka

Jorge Neto - 03 de Março, 2018

A equipa está preparada para os primeiros três pontos no campeonato

Fotografia: Paulo Mulaza|Edições Novembro

A ambição de conquistar a primeira vitória no Girabola Zap 2018, depois do empate com o Progresso do Sambizanga (0-0) no jogo de estreia, é o principal objectivo do 1º de Agosto no duelo com a Académica do Lobito às 15h00, no Estádio de Ombaka, apesar dos militares anteverem um adversário reservado e disposto a complicar os seus intentos.
O técnico -adjunto Ivo Traça disse que não vai ser fácil transpor os académicos no seu reduto, mas criaram a estratégia para ultrapassar o adversário que joga nessas condições, tem por referência a forma como jogou com o Progresso do Sambizanga na quarta-feira, com quem teve um nulo, na estreia da presente edição do Girabola Zap.
\"O jogo com a Académica será igual ao que aconteceu com o Progresso, temos de ter paciência, trabalhar muito e criar a estratégia para passar as barreiras dos adversários, porque não vai ser fácil. Vamos ter 30 jogos, em que antevemos muitas dificuldades, muita luta\", anteviu.
O nulo na estreia não estava na expectativa do bicampeão nacional, como sublinhou o auxiliar do técnico Zoran Maki.
\"É difícil dizer qual é o sabor, mas não é bom começar com um empate. É claro, que não entramos bem no jogo, fizemos uma boa primeira parte, corrigimos no segundo tempo, temos de dar mérito à equipa do Progresso. Estiveram bem, com um espírito de entre ajuda, de luta, e é isto que nós temos de melhorar, ter mais paciência para criar as oportunidades de fazer os golos que forem necessários\", analisou Ivo Traça.
De acordo com o antigo capitão do conjunto agostino, a ausência por lesão de jogadores influentes e castigados pela Federação Angolana de Futebol (FAF), não estão na base do nulo com os sambilas.
\"O nosso plantel é composto por 25 jogadores,  nós o ano passado provamos isso. Estes atletas que jogaram (na quarta-feira) vão jogar mais vezes, enquanto estiverem disponíveis. Nós jogámos com os jogadores que estavam disponíveis, e não com o nome dos jogadores. É verdade, que todos fazem falta, aqueles que não jogaram se estivessem na condição de jogar, talvez nem entrassem porque nós colocamos aqueles que se apresentam em melhores condições\", concluiu o técnico -adjunto militar.
O técnico Zoran Maki ainda não conta com os préstimos de Natael, Paizo, Nelson da Luz e Geraldo, todos a cumprirem castigos da Federação Angolana de Futebol (FAF).    


FIM DA SUSPENSÃO
Massunguna defronta lobitangas


O defesa -central e capitão da equipa do 1º de Agosto, Dani Massunguna, vai defrontar hoje a Académica do Lobito, por já ter cumprido o tempo de castigo imposto pela Federação Angolana de Futebol.
O experiente jogador falhou na estreia no Girabola Zap, isto é, no jogo do empate nulo com o Progresso do Sambizanga, foi substituído pelo nigeriano Yisa que formou a dupla de centrais com o congolês democrático Bobó.
“O camisola 5” foi castigado, em primeira instância por 70 dias, mas depois do recurso interposto pelos campeões nacionais viu reduzido o tempo para 50 dias, período que acabou na quarta-feira, porém, o jogador não alinhou no dérbi com os sambilas.
Hoje, no Estádio de Ombaka, o capitão deve voltar à titularidade, e constituir um reforço de peso no último reduto do conjunto militar, ao lado de Bobó. Os dois jogadores formam a dupla que oferece garantias à equipa técnica, que é liderada por Zoran Maki.
No ano passado jogaram juntos na maior parte dos jogos, que fez a defesa do 1º de Agosto menos batida com 13 golos, seguida do Petro de Luanda com 20 golos.
Disponíveis, igualmente, para o jogo desta tarde em Ombaka, estão o médio Buá e o avançado Fofó.
Os dois jogadores estão livres do castigo federativo, por acumulação de cartões amarelos, referentes ao campeonato anterior, e por isso, entram nas contas do técnico Zoran Maki para o segundo desafio dos campeões nacionais na competição interna.
Buá, é uma das peças importantes no meio-campo da formação agostina em que faz uma boa dupla com Ibukun, apresenta-se como uma das unidades mais regulares da equipa, enquanto Fofó faz o seu ano de estreia com a camisola rubro -negra.     
JN





HOJE À TARDE EM OMBAKA
Estudantes antevêem surpresa

A equipa da Académica do Lobito está bem, do ponto de vista técnico e psicológico, para vencer o 1º de Agosto, que apesar do favoritismo que se  atribui ao campeão, pode perder no jogo de hoje às 15h00, no Estádio de Ombaka, em Benguela, no prosseguimento da 4ª jornada. A garantia é do treinador Rui Garcia que assegura ter as armas prontas para travar os militares.  
“Trabalhámos a pensar seriamente no jogo de hoje. O 1º de Agosto é forte e apresenta-se como favorito. Temos as nossas armas e pelo  que nos foi dado a constatar, registámos alguns pontos fracos do adversário, que vamos explorar para ganhar”, disse. 
O empate consentido pelo 1º de Agosto no jogo com o Progresso do Sambizanga, espevitou a atenção dos estudantes que acreditam num bom resultado. Os lobitangas querem fazer a diferença ante um adversário que apesar de forte, não sabe ganhar os menos dotados financeiramente.
À semelhança do técnico Rui Garcia, os jogadores lobitangas estão confiantes em fazer um bom resultado em Ombaka, diante do campeão. O capitão e goleador Jiresse é o exemplo vivo da confiança do grupo.
 “Reconhecemos o potencial do 1º de Agosto, todavia, preparámo-nos para ganhar. Trabalhámos de forma afincada,  se tudo correr como prevemos, não tenho dúvidas que a vitória é uma certeza. Aliás, o jogo é em nossa casa,  logicamente, o apoio do público vai ser determinante para o almejado triunfo”, revelou.
O número 11 dos estudantes recordou, que dificilmente o 1º de Agosto vence no encontro com a Académica do Lobito, fora do seu reduto. Acredita, que o cenário possa repetir-se, pelo facto de vir de um resultado menos conseguido com o Progresso (0-0).
“Uma coisa não tem nada a ver, mas temos a certeza de que este resultado pode influenciar o comportamento negativo dos seus jogadores. É por aí, que vamos incidir toda a nossa força”, apontou o marcador em serviço da formação lobitanga, que promete marcar golos, caso as oportunidades surjam. 
JÚLIO GAIANO - LOBITO