Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Campeo mantm tradio

Valodia Kambata - 30 de Abril, 2018

1 de Agosto derrota Interclube e fica a dois pontos da primeira posio do campeonato nacional

Fotografia: Paulo Mulaza

O excelente momento de forma desportiva que o 1º de Agosto atravessa no Girabola Zap ficou confirmado ontem no terreno do Interclube. Ou seja, os militares se apresentaram no  22 de Junho com a clara intenção de fazer aquilo que já esta habituado: Vencer.  E, desta vez, o carrasco dos polícias foi Jacques, pois foi ele quem marcou o golo que sentenciou o \"dérbi fardado\".

Ainda assim, foram os polícias quem assumiram o comando do jogo,  que ficou comprovado no primeiro minuto, quando reclamaram penálti, depois da bola rematada pelo extremo Mano Calesso ter embatido no braço do lateral direito Issac.

O militares rapidamente equilibraram o jogo em partiram em busca do controlo do mesmo. Mas ainda assim, foram os polícias a beneficiarem de mais uma oportunidade de golo com Dany a rematar à entrada da grande área, levando algum perigo à baliza de Neblú.

A atravessar um bom momento, pois vem de quatro jogos sem conhecer o sabor da derrota, os militares, com Geraldo sem grande espaço em face a marcação de Tó Carneiro, tinham em Ibukun o principal maestro e que algumas vezes procurava levar a equipa a bom porto.

Aos 15 minutos, numa jogada rápida, Geraldo cruzou com conta e medida, porém o extremo dos militares não conseguiu marcar, tendo a decisão do jogo sido transferida para a segunda parte.

Uma segunda parte em que os polícias se apresentaram com outra atitude e decididos em  marcar nos primeiros minutos, porém a eficiente defesa militar não permitiu que tal acontece.

Aos 59 minutos, numa jogada aparentemente inofensiva, os militares construíram uma jogada que Geraldo cruzou com intensidade para grande área, Landu numa defesa incompleta permitiu a Jacques, em recarga , apontar o único golo da partida.

A partir desse momento, os militares pautaram por um jogo controlado, procurando gerir a vantagens. Paulo Torres vendo a sua equipa em desvantagem fez duas substituições, fazendo entrar Moco e Kaporal para os lugares de Karanga e Dany. 

Com a entrada dos dois jogadores os policias subiram no terreno de jogo e não permitiam os militares saírem com a bola controlada.

Fruto desta subida , os polícias criaram a maior oportunidade, numa triangulação entre Mano Calesso, Kaporal e Pedro, este que na grande área e diante de Neblú não conseguiu marcar, deixando os adeptos dos incrédulos.

Vendo sua equipa sufocada, Zoran Maki fez entrar Bonifácio para o lugar de Mongo no intuito de segurar a vitória.


OPINIÃO DOS TÉCNICOS

Interclube Paulo Torres

\"Jogo muito intenso\"
\"Sabíamos que seria um jogo muito intenso. Conhecemos bem o 1º de Agosto, uma equipa alta e que não é fácil anular. Era muito importante fazermos golo na primeira parte mas não conseguimos. Na segunda parte entrámos a pressionar,  mas o 1º Agosto numa situação pelo corredor, que nós conhecemos que são fortes, conseguiram fazer o golo. Mais uma vez os meu jogadores mostraram qualidades no seu jogo, mesmo nos momentos considerados difíceis. Dar os parabéns ao 1º de Agosto, bem como às pessoas que vieram ao campo (22 de Junho) e viram um grande jogo de futebol\".


1º de Agosto Zoran Maki
\"Não foi fácil\"

\"Foi um jogo táctico, onde tivemos algumas oportunidades e conseguimos marcar um golo e deixar a nossa baliza intacta. Ganhámos três pontos, diante de uma equipa que continua líder, mas a verdade é que conseguimos reduzir a diferença para dois pontos. Mas devo dizer que não é fácil em doze dias fazer quatro jogos, normalmente as equipas de Angola não estão habituadas. Não é fácil manter a frescura física dos jogadores\".


ARBITRAGEM
Bom trabalho

A equipa de arbitragem liderada pelo árbitro Pedro dos Santos  esteve bem, pois soube controlar a partida do principio ao fim. Esteve sincronizado com os seus auxiliares, por isso não teve problema, nem influência no resultado. O bom comportamento dos atletas das duas equipas contribuiu igualmente para o bom trabalho do trio. Mostrou em seis ocasiões a cartolina amarela, sendo três para os militares e igual número para os polícias.


MELHOR EM CAMPO
Brilho congolês no 22 de Junho

O avançado Jacques, do 1º de Agosto, decidiu o dérbi luandense, entre o Interclube e o 1º de Agosto, ao apontar o único golo da partida, tornou-se, por isso, no atleta de maior referência do jogo. A par disso, o congolês democrático esteve em evidência no ataque militar, pois não permitiu que Baca desse o seu contributo ao ataque da equipa dos polícias. Em duas ocasiões teve oportunidades para marcar. Com este tento, o avançado militar dá sinais de que está reencontrado com os golos.