Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Campeão mostra classe

06 de Março, 2017

Os pupilos de Dragan Jovic assumiram o controlo do jogo e foram criando algumas situações de perigo

Fotografia: José Soares

Apesar de ter o controlo do jogo em grande parte do desafio a equipado 1º de Agosto teve de puxar dos galões para confirmar, ontem, o triunfo sobre a Académica do Lobito, por 2-0, num jogo bem disputado, em que venderam cara a derrota ao conjunto rubro-negro.

Antes do início do jogo os militares receberam das mãos do director geral da empresa patrocinadora do Girabola o prémio correspondente ao título de campeão nacional de 2016, num cheque equivalente a 34.400.000.00 de kz(trinta e quatro milhões e quatrocentos mil kwanzas).

Aos 8´, o conjunto agostino desperdiçou a primeira oportunidade flagrante de golo, Diogo Rosado, apareceu diante do guarda-redes Bruno, só tinha de empurrar a bola para o fundo das redes, mas o remate levou demasiada altura.

Na medida que os minutos passaram os pupilos de Dragan Jovic assumiram o controlo do jogo e foram criando algumas situações de perigo, onde os avançados não resolviam, coube ao defesa central Bobó finalizar de cabeça aos 28´, de cabeça, e bateu pela primeira vez o guardião Bruno, após a marcação de um canto.

Os militares tinham como missão conquistar os três pontos e não queriam permitir aos estudantes do Lobito fazerem bem os deveres de casa, daí que procuravam manter o domínio da posse de bola e \" lateralizar\" as jogadas, principalmente para Geraldo, bastante interventivo na partida.

Do lado contrário, embora de forma tímida os visitantes começaram a incomodar mais a defesa do 1º de Agosto, acreditavam que era possível chegar a igualdade e lutavam por isso, com a permissão dos rubro-negros. Todavia, aos 41´Geraldo cavalgou cerca de 40 metros com a bola, isolou-se mas conduziu mal a bola e deixou-a escapar para as mãos de Bruno, falhando uma boa oportunidade para dilatar o marcador.

No reatamento o técnico Dragan Jovic mexeu na sua equipa e lançou para o campo Macaia e Rambé, enquanto António Alegre colocou Pablo. Foi um sinal de que os técnicos esperavam mais dos respectivos conjuntos,pois a discussão do resultado ainda estava em aberto.Ao 1º de Agosto faltava pragmatismo no momento da finalização, pois aparecia várias vezes no ataque, mas faltava o toque final, apesar deGeraldo tentar tirar da cartola jogadas individuais.

A Académica do Lobito sempre que pode importunou a defesa militar eacreditava que era possível igualar o marcador. Contudo, o ataque agostino não descansou e após uma excelente assistência de Geraldopara Rambé, o avançado caboverdiano diante de Bruno rematou ao lado da baliza.

Na resposta os lobitangas ainda viram um remate de Germano embater no travessão e uma defesa segura de Tony Cabaça a negar-lhes o golo daigualdade. O jogo estava lançado. Era uma Académica determinada, aolhar nos olhos do 1º de Agosto.

O golo da confirmação da vitória surgiu aos 74´, dos pés de Rambé, afinalizar uma assistência de Geraldo, estreando-se a marcar no campeonato. O avançado caboverdiano festejou com alguns passos de dança. O jogador ainda perdoou um segundo golo, por demasiada lentidão.

Quando se esperava pelo terceiro golo os militares abusaram da cerimónia, em que Buá tirou um adversário do caminho, assistiu Paizo, que rematou ao lado da baliza de Bruno. O resultado não mais se alterou.

DECLARAÇÕES
IVO TRAÇA ( adjunto do 1º de Agosto)

\"Podíamos
ganhar por mais\"
Fomos um pouco perdulários. Não será exagero dizermos que tivemos a possibilidade de construir um resultado histórico. Podíamos ganhar por mais. Três ou quatro golos não seria exagero. Entende-se porque os rapazes vêm de vários jogos. Mas, no fundo, foi um bom jogo, as duas equipas estiveram bem. Nós vamos continuar a trabalhar para bons resultados nas próximas jornadas\"

António Barata ( director da Académica do lobito)
\"Jogámos igual para igual\"

\"Viemos a Luanda para pontuar, apresentamos bom futebol, jogado de igual para igual com o 1º de Agosto, infelizmente não marcámos. Sabíamos que seria difícil porque o adversário é o campeão nacional, tem bom jogadores, ainda mais a jogar em  casa. Só temos de continuar a treinar para estarmos em boa forma diante dos próximos adversários nas próximas jornadas do campeonato\".