Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Campeo sela vitria com menos um jogador

Jorge Neto - 23 de Abril, 2018

O jogo parecia ter apenas um sentido, apesar da formao da casa manifestar algum inconformismo

Fotografia: Paulo Mulaza|Edies Novembro

Dois golos no primeiro tempo e um no segundo selaram a vitória do 1º de Agosto sobre o Domant FC, por 1-3, num desafio onde os campeões nacionais tiveram de jogar com menos um jogador a partir do minuto 43´, com a expulsão do médio defensivo Macaia.
Com a intenção de marcar o mais cedo possível os agostinos entraram a pressionar alto, e conseguiram criar oportunidades para marcar, num dos lances Jacques viu a bola embater no seu corpo, sem querer e quase traía o guarda-redes Alex. Depois viu a vez de Fofó rematar em cima, após uma assistência de Geraldo.
Estava dado assim o aviso que acabou por se concretizar em golo aos 19´, por Geraldo, que finalizou um cruzamento de Fofó. A vantagem dos agostinos já era um facto, mas voltaram a dilatar o marcador aos 30´, através de uma cabeçada de Jacques, após um cruzamento de Natael.
O jogo parecia ter apenas um sentido, apesar da formação da casa manifestar algum inconformismo, mas não conseguiam levar o perigo a baliza defendida por Neblú, que era mais um espectador dentro do campo. Contudo, Cabibi deu o primeiro sinal aos 40´, pois cara a cara com Neblú permitiu a defesa do keeper militar.
Com isso, a formação da província do Bengo assumiu às redes do desafio e foi causando calafrios aos campeões nacionais, inclusive causaram a saída de Macaia aos 43´, por acumulação de cartões amarelos, pelas faltas sucessivas. Nesse período Neblú foi obrigado a intervir mais no jogo.
No reatamento, os militares foram os primeiros a chegarem com perigo, Jacques fez uma rotação à ponta-de-lança e o remate embateu no poste direito de Alex. O jogo estava aberto com as duas equipas a lutarem para  marcar. Com a expulsão de Macaia o meio-campo dos agostinos perdeu alguma consistência defensiva e vendo esta situação o técnico Zoran Maki lançou para o campo Chow.
Aos poucos o Domant tomou conta do jogo, jogou mais na zona intermédia do adversário, onde destacou-se Cabibi do lado direito do ataque, a dar muito trabalho a Isaac, que teve ajuda dos centrais para travar o avançado da formação caseira.
Todavia, os campeões nacionais não se limitaram a cruzar os braços e Ibukun esteve perto de marcar aos 71´, com um remate de primeira, após cruzamento de Fofó. Dois minutos o nigeriano protagonizou uma jogada individual de belo efeito, passou por vários defesas dentro da área, mas rematou frouxo para defesa de Alex.
Os pupilos de Eduardo Passe acreditaram e diminuíram a desvantagem aos 78´, por Zizi, rematou de fora da grande área, rasteiro, sem dar grandes hipóteses a Neblú. O desfecho do jogo estava em aberto. As equipas queriam marcar, mas nesta altura, o 1º de Agosto jogava mais em contra-ataque. Zoran Maki lançou o central Bonifácio tirando Fofó para travar o ímpeto ofensivo dos caseiros.
Havia a necessidade dos militares comprovarem a vitória e o fizeram já no periodo de compensação por Ibukun aos 90+4´, após uma grande jogada de Nelson, a partir da zona intermédia.