Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Campeonato da despromoo com jogos aliciantes

Betumeleano Ferro - 07 de Agosto, 2016

Fotografia: Jornal dos Desportos

O Girabola ZAP está a muitas jornadas do fim mas já é ponto assente que os resultados desta tarde vão influenciar de maneira decisiva o campeonato dos aflictos. A Académica, 4 de Abril e o 1º de Maio estão sob obrigação de vencer até ao fim para escapar da sentença, que parece ter sido já ditada.

Quem vencer o Académica - 4 de Abril não vai evitar de imediato a despromoção, mas vai somar pontos capazes de ser importante para garantir a permanência no campeonato. As duas equipas não tem escolha senão procurar o(s) golo(s) para conquistar agora uma garantia segura no futuro: continuar no Girabola.

A Académica joga em casa mas vai ter de correr muito para conseguir se superiorizar ao 4 de Abril, a equipa do Cuando Cubango é muito aguerrida em campo, até mesmo quando defronta adversários muito fortes. Se quando não tem chances o 4 de Abril se agiganta, é fácil concluir que esta tarde o técnico João Machado tenha motivos para elevar a fasquia contra um adversário do seu campeonato.

As duas equipas podem "acordar" um empate, mas no futuro vão lamentar pelos 2 pontos perdidos esta tarde. A aflição mora nos dois balneários, mas quem tiver mais sangue-frio vai conseguir sair do Buraco com a esperança reforçada.

O 1º de Maio está longe de justificar o cognome de proletários, a equipa está muito intermitente e tem esta tarde a difícil tarefa de jogar contra o Progresso, um adversário que também alterna o bom com o mau num curto espaço de tempo.

Os proletários querem pontuar mas precisam ser cautelosos na hora de atingir o seu fim, os sambilas nem sempre são generosos em campo, se o 1º de Maio tiver pressa de ganhar é capaz de se desorganizar e sucumbir ao poderio ofensivo do Progresso.

A pressão de vencer para caminhar para a tranquilidade vai mover o 1º de Maio à acção, os proletários até podem apostar no contragolpe, mas têm de ser eficazes para aproveitar mais do que o Progresso, as chances de golo que desfrutar.

O Progresso sabe que é favorito mas é capaz de adoptar atitude de espera antes de pegar no jogo, os sambilas também precisam de pontos para evitar a habitual corrida contra os pontos na parte final do campeonato. Até agora a equipa parece estar tranquila, ainda folgada e sem sentir o espectro da despromoção, mas mesmo assim vai regressar cabisbaixa a Luanda se não vencer em Benguela.