Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Candidatos com bom arranque

Mrio Eugnio - 22 de Fevereiro, 2016

guias comeam Girabola Zap com derrota diante dos militares por duas bolas a zero

Fotografia: kindala Manuel

Dos cinco candidatos ao título, apenas o Benfica de Luanda perdeu na estreia. Os demais fizeram jus ao estatuto e começaram o Girabola Zap, nova denominação do campeonato nacional de futebol da primeira divisão, com vitória, ou seja, pontuando na primeira jornada.

No caso dos encarnados da capital, o desaire foi diante de um outro candidato, o 1º de Agosto, com quem perdeu por 0-2, um resultado que já os coloca em  desvantagem nos jogos entre si, tratando-se de concorrentes directos.

De resto, o próprio 1º de Agosto, que foi o primeiro a sentir o sabor da vitória na abertura do campeonato, o Interclube, o Recreativo do Libolo e o Petro de Luanda confirmaram o favoritismo nos jogos de estreia. Os militares venceram os encarnados por 2-0, os polícias derrotaram os sambilas da Lunda Sul, por 1-0, o campeão nacional foi à Benguela triunfar sobre os proletários, por 4-2, enquanto os petrolíferos da capital baptizaram o 4 de Abril do Cuando Cubando, infligindo-lhe o primeiro desaire, com resultado de  1-0.

O 1º de Agosto quebrou o enguiço do ano passado e teve um arranque prometedor, vencendo e convencendo, dando indícios de que neste ano as coisas podem ser diferentes. O Interclube apesar do resultado apertado também deixou bons indicadores e  mostrou disponibilidade para entrar na luta. O Recreativo do Libolo começou a defesa do título com vitória assinalável, mantendo a pinta de campeão, e o Petro de Luanda versão Beto Bianchi, que volta a assumir-se como candidato, não deixou os seus créditos em mãos alheias no fecho da ronda número um do Girabola Zap.

Tratando-se da primeira jornada é muito cedo para tirar quaisquer ilações, mas fica pelo menos o registo de que quanto ao título há sinais de uma eventual disputa renhida, com cinco candidatos perfilados para correrem atrás do prémio monetário que, pela primeira vez, ao longo das 38 edições desta prova, vai ser atribuído ao campeão nacional, depois da parceria entre a Federação Angolana de Futebol e a operadora de televisão Zap.
 MÁRIO EUGÉNIO