Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Canelas admite dificuldades para o ttulo

Valdia Kambata - 26 de Abril, 2016

Vice-presidente dos polcias fala tambm em forte aposta para o lado do futebol feminino

Fotografia: Nuno Flash

O responsável máximo do futebol da formação do Ministério do Interior anunciou que o Interclube apresenta nos próximos dias a equipa de futebol feminino, Alexandre Canela não precisou uma data, mas revelou que está para breve.

Disse que o projecto está numa fase avançada e tão logo as condições estejam criadas esperam apresentar a equipa feminina. 
"Estamos  a trabalhar neste projecto e já está numa fase avançada, evolutiva e brevemente poderemos apresentar a nossa equipa feminina à nossa massa associativa e não só", afirmou o dirigente.

Afirmou que as condições estão a ser criadas e a direcção está a trabalhar à contento para o mais breve possível consumar a pretensão em realidade. " Ainda não temos um horizonte temporal, mas no momento certa, vamos  passar a informação à comunicação social", assegurou.

Com a possível formação do Interclube em feminino, a formação do Rocha Pinto, junta-se ao 1º de Agosto e ao Progresso do Sambizanga, como equipas do Girabola com futebol nesta categoria na província  de Luanda.

Polícias têm objectivo
em risco


O vice-presidente para futebol do Interclube, Alexandre Canelas, admitiu ser muito difícil alcançar o objectivo traçado para época, em função da campanha que a equipa está a efectuar, com realce para os jogos das últimas jornadas.

O dirigente revelou que os polícias estão a atravessar uma fase menos boa e a conquista do campeonato nacional está cada vez mais difícil. Ainda assim, mantém confiança na reviravolta nas próximas jornadas. 

" A nossa intenção de continuar a lutar pelo título está complicada e torna-se mais difícil quando perdemos pontos dessa maneira", lamentou o responsável dos polícias, na reacção à derrota diante do Progresso Sambizanga, por 1-2.

Quanto à disposição e o ambiente no grupo, em função da prestação ao longo das nove jornadas, o vice-presidente da formação do Rocha Pinto foi peremptório em afirmar que os resultados estão a afectar e podem influenciar na motivação do plantel.

" A actual situação está afectar a disposição do grupo, mas em todo caso, só nos resta um caminho, continuar a trabalhar para invertermos o quadro, pois, as coisas começam a ficar mais difícil e pensar no título torna-se ainda mais complicado", salientou. 

Alexandre Canelas, apesar dos resultados estarem àquem do perspectivado, pediu tempo à massa associativa e acredita que os resultados  vão aparecer. "É apenas uma questão de tempo, vamos dar a volta por cima", prometeu. 

" Temos de ter um pouco de paciência e dar tempo ao tempo. Esta é a equipa técnica que temos e vamos continuar a apostar nela, na certeza de que vamos melhorar o nosso desempenho e a nossa posição na tabela classificativa", realçou.

A prestação do Interclube nos oito jogos disputados, segundo o dirigente não corresponde à expectativa traçada.  Em 24 pontos possíveis, os polícias perderam quadro jogos e empataram um. Conquistaram dez pontos, número  irrisório para um candidato.
A equipa técnica, liderada por Zdravko Logarusic, não obstante a campanha menos conseguida nesta primeira volta, recebeu o voto de confiança da direcção de Alves Simão.