Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Cardeau atento s "seis finais"

09 de Setembro, 2015

FC Bravos do Maquis inicia no fim-de-semana a maratona de jogos para tentar sair da zona de despromoo do Campeonato Nacional de Futebol da Primeira Diviso

Fotografia: Jos Cola

A equipa do FC Bravos do Maquis, penúltimo colocado do Girabola 2015, com 22 pontos, inicia no próximo sábado, no estádio Mundunduleno, diante do candidato Benfica de Luanda, a “espinhosa” missão de tentar inverter o quadro negro para se manter na Primeira Divisão. O técnico Alberto Cardeau está empenhado nas busca das componentes para que os maquisardes se apresentem bem nos próximos seis jogos que restam para o término da competição. A estratégia começou a ser esboçada na passada segunda-feira, no Luena, depois de 12 dias de interregno que se verificou no Girabola, em virtude dos compromissos da Selecção Nacional de honras. 

Apesar de ocupar a penúltima posição do campeonato, apenas à frente do Domant FC do Bula Atumba, e de defrontar somente “ossos duros de roer”, Alberto Cardeau e companheiros têm de mostrar todos os seus conhecimentos para evitar que o Maquis desça de divisão, 11 anos depois deste ter ascendido à maior prova futebolista do país.Neste momento a equipa do Moxico alia a crise de resultados - em sete jogos da segunda volta venceu apenas um - com a crise financeira, uma vez que os jogadores estão há quatro meses sem salários.

À entrada da 25ª ronda, o FC Bravos do Maquis é 15º com 22 pontos, com total de seis vitórias quatro empates e 14 derrotas, numa época atípica, em que marcou 21 e sofreu 34 golos.Depois de receber o Benfica de Luanda, o FC Bravos do Maquis desloca-se à capital do país para jogar contra o Progresso Sambizanga (26ª jornada), recebe o Recreativo da Caála, no Mundunduleno (27ª), viaja à Lunda Norte para defrontar o Sagrada Esperança (28ª), depois o Recreativo do Libolo (29ª) e Sporting de Cabinda (30ª), os dois últimos  em casa.