Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Cartada decisiva

Jorge Neto - 27 de Agosto, 2018

Campeo Nacional quer vitria para garantir os quartos-de-final da Liga dos Campees Africanos

Fotografia: Machangongo|Edies Novembro

O 1º de Agosto joga amanhã, a partir das 14h00, no Estádio 11 de Novembro, a cartada decisiva para a qualificação aos quartos-de-final da Liga dos Clubes Campeões Africanos de futebol, quando defrontar o Mbabane Swallows de Eswatini (ex-Swazilândia), desafio a contar para a 6ª e última jornada do grupo D.
Os militares dependem de si, para continuarem na maior competição de clubes do continente, depois do empate a um golo na ronda anterior frente ao líder e já apurado Etoile du Sahel da Tunísia, com 10 pontos.
Os pupilos de Zoran Maki ocupam a segunda posição do grupo com seis pontos,  recebem os eswatinis com quatro pontos no quarto e último lugar.
Os bicampeões nacionais perderem na primeira volta, por 1-0, vêem-se obrigados a vencer para continuarem em prova, em função da pressão que têm do segundo classificado, o Zesco United da Zâmbia, com cinco pontos e mesmo dos eswatinis que ainda têm  possibilidades matemáticas de qualificação.
A jogar em casa, os rubro -negros têm tudo a seu favor, para garantirem o desejado passe aos quartos-de-final, um objectivo traçado no início da época, pela direcção liderada por Carlos Hendrick, que está muito perto de concretizar-se, caso vençam o duelo de amanhã.
A julgar pelo desafio da primeira volta, o Mbabane Swallows é uma equipa perfeitamente ao alcance do 1º de Agosto, realizou uma partida atípica, talvez a mais fraca até aqui na competição africana, daí a derrota.
Os pupilos de Zoran Maki têm a oportunidade de redimir-se da derrota sofrida no terreno dos adversários, a par dos zambianos são os únicos que conseguiram bater o conjunto angolano nesta prova.
Em virtude do deslize na cidade de Mbabane, os rubro -negros estão em desvantagem no confronto directo em relação ao adversário de amanhã à tarde, apesar de qualquer dos resultados possíveis, não colocar as duas equipas com a mesma pontuação.
O adversário vem a Luanda com tudo, a ter em conta que tem igualmente a esperança de apurar-se para os quartos-de-final, em caso de vitória sobre o 1º de Agosto, e caso tenha igualmente a sorte do seu lado, ou seja, uma derrota do Zesco United diante do Etoile du Sahel. Neste caso, os eswatinis iam somar sete pontos na segunda posição, contra os seis dos militares e os cinco dos zambianos. 
Em função deste cenário, a tarefa dos agostinos afigura-se difícil, para tal, contam com os regressos do extremo Geraldo e do lateral esquerdo Paizo, que voltaram aos campos na quinta-feira, diante do Sagrada Esperança, para o Girabola Zap, depois de falharem três jogos.