Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

CD Hula corrige erros tcticos

Gaudncio Hamelay-Lubango - 16 de Fevereiro, 2016

Apresentao oficial aconteceu no sbado com derrota diante do 4 de Abril do Cuando Cubango

Fotografia: Jornal dos Desportos

As fragilidades verificadas no jogo de apresentação do plantel do Desportivo da Huíla que disputa o Girabola Zap na sexta-feira, vão ser objecto de correcções, por isso vai atarefar a semana de preparação dos pupilos treinados por Ivo Traça. A equipa base do Desportivo da Huila, cuja apresentação oficial aconteceu no sábado  com uma derrota diante do 4 de Abril do Cuando Cubango, por 1-2, deixou a perceber que alguns jogadores que não deram o rendimento que se esperava.

A exibição individual e colectiva do primeiro grupo deixou de certa forma os adeptos e sócios com incertezas do que pode vir a ser o plantel no desafio inaugural com o Sagrada Esperança. Contudo, o entrosamento, a circulação e passe da bola foram ineficientes no ataque, outros continuam ainda debilitados conforme admitiu à imprensa o treinador Ivo Traça. Ivo Traça, técnico principal dos militares da Região Sul, que dividiu o grupo em dois, disse que o treino foi proveitoso para a equipa técnica porque possibilitou tirar algumas ilações, mas em termos de resultados não, pese embora não estar em causa.

O técncio reconheceu que o primeiro grupo não se apresentou muito bem, no aspecto de atitude. Acrescentou que o onze inicial que é a equipa base, tentou jogar mas não conseguiu. O segundo grupo esteve melhor durante o amistoso, porque esteve mais solto, circulou bem a bola e chegou mais vezes à baliza do 4 de Abril do Cuando Cubango, mas infelizmente não conseguiu concretizar golos.

“Temos agora mais uma semana para preparar a equipa e podermos fazer o onze, que vamos apresentar no jogo com o Sagrada Esperança da Lunda Norte. Também estamos na fase de preparação por isso é normal que os jogadores ainda não estejam na sua forma desportiva", disse. "Vamos ganhando forma consoante os treinos e jogos amistosos, mas é verdade que vamos fazer uma ou duas mudanças naquele grupo. Em princípio, não temos nada a esconder, aquele é o grupo que pode apresentar-se no jogo com o Sagrada Esperança”, acrescentou.



ÚLTIMOS DIAS
Treinos puxados antes da estreia


Ivo Traça assegurou que a equipa vai trabalhar durante a semana para melhorar as debilidades registadas, e acredita que no jogo com o Sagrada Esperança, os jogadores vão aparecer mais soltos. Justificou que as debilidades apresentadas pelos atletas no jogo de apresentação deve-se às cargas físicas dadas no decorrer da semana.

“Também fez-se sentir as cargas que nós demos à equipa durante a semana. Acredito que com o Sagrada Esperança os jogadores vão aparecer mais soltos. Na equipa, praticamente, neste momento nada me preocupa. Vamos ver o primeiro jogo”, justificou.  O técnico dos militares da Região Sul apontou que os seus atletas estão a interpretar aquilo que se pretende, até o plano B.

“Se deram conta entramos com outro sistema táctico no segundo tempo", disse. "Os jogadores portaram-se muito bem. E é isso que queremos com esses jogos para podermos ver os nossos erros e podermos corrigi-los. De resto, não temos nada que nos obrigue ou amedronte ou preocupe tanto para trabalhar, a não ser a nossa eficácia no ataque”, admitiu.

BALANÇO
Ivo Traça considera negativa a semana


O treinador do Desportivo da Huíla avaliou o balanço do trabalho desenvolvido pela equipa durante a semana como negativo, que culminou com a derrota de 1-0 frente ao amistoso realizado com a formação do 4 de Abril do Cuando Cubango.Ivo Traça justificou que quando se perde, o balanço não é positivo. “É sempre negativo. Hoje (sábado), foi o último dia do ciclo de treinos e terminamos com um jogo onde perdemos com o 4 de Abril do Cuando Cubango, por 1-2.", disse.

" Não é positivo. É negativo pelo resultado em que tivemos. Agora se me perguntarem se tiramos algum aproveitamento em termos de alguns sectores e da equipa, digo que sim”, frisou. O treinador avançou que a primeira equipa interpretou melhor a forma de defender do quer atacar, e quase não criou movimento nenhum para poder atacar.

Quanto à segunda equipa já esteve melhor porque circulou a bola, criou forma de poder aparecer na baliza adversária, tanto dum como do outro lado e teve oportunidades de fazer golos, mas não o fez. “Mas vamos trabalhar para fazer golos com o Sagrada Esperança”, prometeu.

Ivo Traça sublinhou que o plantel do Desportivo da Huila para a época desportiva de 2016 composta por 28 atletas, é uma mistura de veterania com juventude.

PREPARAÇÃO
Técnico-adjunto do 4 de Abril enaltece plantel
A entrega e o rendimento que os atletas do 4 de Abril do Cuando Cubango estão a evidenciar nos jogos de controlo e nas sessões de treinos no estágio que decorre no Lubango, com vista o Girabola Zap 2016 e a Taça de Angola, deixa satisfeita a equipa técnica liderada por João Machado.O técnico - adjunto Victor Covilhã realçou ao Jornal dos Desportos no Lubango, que no jogo de apresentação do plantel do Desportivo da Huíla realizado no sábado no Estádio do Ferroviário em que equipa venceu por 2-1, os indicadores agradaram bastante dada a  perspectiva do desafio de estreia no Girabola Zap com o Petro de Luanda, marcado para  domingo  no Estádio 11 de Novembro.  

 “Começamos muito tarde a preparação. Mesmo assim, a equipa tem correspondido às nossas expectativas. Por isso, estamos satisfeitos com o empenho dos jogadores, com o rendimento. Queremos estar no mínimo a 80 por cento para o primeiro jogo do campeonato diante do Petro de Luanda”, ressaltou.A segunda semana de preparação no Lubango, segundo Victor Covilhã foi proveitosa porque nos dois amistosos realizados obtiveram vitórias, o que motiva cada vez mais os atletas.

No primeiro amistoso com o Misto da Huíla, composto por jogadores que actuam no Girabairro, o 4 de Abril venceu por 4-3, ao passo que no segundo jogo que serviu de apresentação do plantel dos militares da Região Sul triunfou por 2-1. “O trabalho da semana agradou bastante. Pelo tempo que temos de atraso e por aquilo que os jogadores apresentaram em todos os aspectos do jogo, estamos muito satisfeito pois permitiu tirar as ilações necessárias do grupo”, destacou.
GH