Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Chiby promete acabar com alas

Jlio Gaiano, Lobito - 22 de Abril, 2016

Acadmica do Lobito prepara recepo ao campeo Recreativo do Libolo amanh no estdio do Buraco

Fotografia: Jos Soares

O novo treinador da Académica do Lobito, António Lopes "Chiby", disse ontem, ao Jornal dos Desportos, que encontrou uma equipa fragilizada do ponto de vista de coesão, pelo que vai precisar de tempo para juntar o grupo para o mesmo propósito na época futebolística.

O veterano treinador considera a situação de grave, por isso, promete trabalhar com determinação para acabar com o mal reinante nos estudantes, pois, como realçou, pode ser fatal as aspirações do grupo.  

"Confesso que do ponto de vista anímico, a equipa carece de algum acerto. Por aquilo que pude me aperceber no primeiro contacto com os jogadores (na quarta-feira), senti que existe uma espécie de alas, com alguns a sentirem-se mais donos e outros desamparados. Isso é grave e, por esta razão, vamos tratar de acabar com este mal que pode se reflectir, negativamente, no desempenho da equipa em campo", sublinhou.

O Jornal dos Desportos apurou de uma fonte do clube lobitanga que no consulado de Vaz Pinto reinou uma espécie de proteccionismo aos atletas de confiança daquele técnico ante a aflição dos demais que, em face disso, partiam por resistência passiva.

"O treinador Vaz Pinto acabou por colher o que havia plantado. Ou seja, ele dividiu o grupo, pois tinha os seus jogadores preferidos. Isso fez com que os outros se sentissem marginalizados e acabaram por fazer resistência passiva. As consequências estão aí, uma equipa quase sem reacção nos jogos", referiu a fonte.

Com base nisso, a direcção do clube, avisada pela situação decorrente, teve de intervir, com as ameaças punitivas aos responsáveis para evitar o pior em termos de prestação colectiva.

A Académica do Lobito, em 24 pontos possíveis somou apenas quatro, fruto de uma vitória (diante do Petro de Luanda por 2-0), um empate (ante o Progresso Sambizanga, 0-0) e seis derrotas, o que forçou a mudança da equipa técnica.

A estreia do veterano António Lopes "Chiby" à frente do comando técnico da Académica do Lobito acontece amanhã à tarde, no estádio do Buraco, diante do Recreativo do Libolo, em jogo válido à nona jornada do Girabola Zap.


Preparação
“Jogadores
estão animados”


O desempenho dos jogadores da Académica do Lobito nas sessões de treinos realizadas na quarta-feira (primeiro dia) e ontem, sob comando técnico de António Lopes "Chiby", visando o jogo de amanhã, no estádio do Buraco, diante do Recreativo do Libolo, no prosseguimento da nona jornada do Girabola Zap, deixa satisfeito o novo treinador dos estudantes. 

"Foi um contacto salutar, notámos que os jogadores estão animados e empenhados no trabalho. Espero que este espírito se mantenha até ao dia do jogo (amanhã). Vai ser interessante para todos nós, por isso, gostaríamos brindar os adeptos com uma exibição a contento dos nossos objectivos. Nestas condições, o importante é não perder para se reanimar o grupo que há muito clama por pontos", disse.

O substituto do português Vaz Pinto, demitido após a derrota na oitava jornada (1-0), diante do Recreativo da Caála, aquela que foi a sexta no campeonato, sublinhou que, nesta fase de trabalho, vai dar maior atenção aos aspectos psicológicos, para além de sessões específicas, como aspectos correccionais, para limar o que esteve mal com o seu antecessor.

"É um trabalho que exige paciência e muita atenção. Por isso, daquilo que nos diz respeito, vamos dar o máximo para que os bons resultados surjam. Espero que da outra parte, no caso da direcção e da massa apoiante, consigam fazer a sua parte, pois só desta forma, podemos chegar até lá", disse.
JG