Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Clssico de colossos

Antnio Flix - 10 de Abril, 2016

O Libolo vai descer ao relvado com gales de campeo essa distino que os militares bem respeitam

Fotografia: Jornal dos Desportos

Está tudo preparado para hoje, a partir das 18 horas, no Estádio 11 de Novembro, duas grandes equipas no nosso campeonato - 1º de Agosto e Recreativo do Libolo- jogarem entre si para o fecho da sétima jornada, numa contenda que se espera electrizante e disputadíssima ao longo dos noventa minutos, que podem  ser contados, ao roer de unhas, pela "avalanche" de adeptos de parte a parte, afinal, quer uma quer outra pretende continuar a somar pontos para o título.

Por esta razão, além do que já fizeram nas sete jornadas anteriores, hoje colocam-se mutuamente à prova num jogo de alto nível, se comparado aos outros.

 O 1º de Agosto, que joga em casa, ao longo da semana que ontem terminou procurou corrigir os  erros cometidos na sua primeira derrota (0-1) diante do Recreativo da Caála e a equipa técnica militar agora só tem discurso de vitória, como provam as palavras do técnico adjunto Filipe Nzanga noutro texto desta página.

Os militares em casa já conseguiram três vitória, agora vão para a quarta num desafio em que poderão contar com o médio ofensivo Geraldo, debelada que está a lesão que contraiu no jogo com o Caála. Só o lateral Paizo é que pode não entrar nas contas frente ao Libolo. Deve ser substituído por Fissy no "onze" em que a aposta do técnico Dragan Jovic pode contar ainda com Dominique, Isaac, Dani Massunguna, Sargento, Jumisse, Manucho, Ary Papel, Ibukun, Geraldo; Gelson.   

O grupo já esqueceu o desaire da semana passada e olha para a frente, ao encontro de mais três pontos, rumo ao título exigido, sem rodeios, no início da época, pelo presidente do 1º de Agosto, Carlos Hendrick.

A direcção, sócios e adeptos não gostaram da prestação da equipa na época passada em que terminou com no segundo lugar com 60 pontos, os mesmos do campeão nacional, Recreativo do Libolo que viria a ser campeão.

Este ano, segundo  técnico adjunto, Filipe Nzanza, a equipa está mais forte e determinada para conquistar o Girabola Zap e, então, com  futebol de qualidade vai tentar impor-se ao campeão no Estádio da Cidadela, mostrando que está verdediramente no caminho  das glórias.

Mas, obviamente, o Libolo vai descer ao relvado com galões de campeão, essa distinção que os militares bem respeitam. Nas hostes da equipa visitante a vitória é que  o que importa, no sentido sair do lugar em que está.

O técnico João Paulo da Costa tem um plantel a portar-se bem no jogos fora. Já conseguiu vencer dois e vai procurar o terceiro na casa do 1º de Agosto.


FILIPE NZANZA
“Vamos fazer tudo para ganhar”


O treinador adjunto do 1º de Agosto, Filipe Nzanza, técnico adjunto da equipa militar deixou claro, em conferência de imprensa, na última sexta-feira, que haverá dificuldades para ultrapassar  o adversário de respeito que é o Libolo, mas acredita na vitória. 
   
"O Libolo é uma grande equipa, que tem que se respeitar, neste momento somos líderes e penso que vai ser um bom jogo. Se nós quisermos ganhar o título temos de vencer os adversários directos e um deles é o Libolo. Vamos fazer tudo para que no dia do jogo entramos bem para ver se ganhamos o jogo", disse o auxiliar do técnico principal Dragan Jovic.

Os militares treinaram, na sexta-feira à tarde, no estádio 11 de Novembro, ao contrário do habitual campo do ex-RI20, traçando já a táctica final para o jogo desta noite no palco do desafio.

A equipa técnica militar vai poder contar hoje com o médio ofensivo Geraldo, que recuperou da lesão contraída na jornada passada e lutou durante a semana para um lugar no onze inicial.

A jogar em casa a formação rubro-negra não quer facilitar e pensa somente em regressar às vitórias, mantendo a liderança, uma vez que está pressionado por outros adversários e pelo próprio Recreativo do Libolo, que tem dois jogos à menos no campeonato.

As confirmadas alterações na equipa serão em função da forma de jogar dos libolenses e não pela inesperada derrota na jornada passada. O técnico Dragan Jovic conversou muito com os jogadores nesta semana para manterem a concentração nos objectivos que pretendem no Girabola Zap.

Para já, espera que os atletas apresentem uma atitude totalmente diferente em relação ao domingo passado e voltem a ser fieis a filosofia de jogo que o conjunto vinha a patentear no campeonato.
 
PAIZO E FISSY

O lateral esquerdo Paizo será o grande ausente na equipa do 1º de Agosto para o desafio desta noite diante do Recreativo do Libolo, por estar a recuperar de uma doença.  O jogador formado na Escola Norberto de Castro vai ser substituído por Fissy, que actua na mesma posição e que de resto já vem a constar das opções em alguns jogos da equipa técnica liderada por Dragan Jovic.

Apesar de serem laterais esquerdos os dois jogadores têm características diferentes, Paizo é mais ofensivo enquanto Fissy mostra mais consistência defensiva.

Por outro lado, os militares vão contar com o médio ofensivo Geraldo, saiu lesionado do desafio passado, mas recuperou-se à tempo de participar no primeiro duelo da sua carreira diante do Recreativo do Libolo.   
JN