Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Clssicos de campees

Betumeleano Ferro - 07 de Agosto, 2016

Estdio de Calulo acolhe hoje tarde o jogo mais importante da 20 jornada do Campeonato Nacional

Fotografia: Jos Soares

As contas do título nacional vão ser feitas com o desfecho do Libolo - Petro, às 15h00, no estádio de Calulo. O campeão está obrigado a somar três pontos para continuar a depender de si na perseguição ao líder 1º de Agosto. Os libolenses nunca derrotaram os tricolores em casa, por isso têm de contrariar a tradição para não se atrasar muito mais na competição.

O Petro costuma ser imbatível em casa alheia, um empate chega para os tricolores voltarem vivos a Luanda, mas não há nada que indica que a equipa campeã dos campeões queira se contentar com um ponto. Os tricolores têm sido desmancha-prazeres dos libolenses em Calulo, pelo que vão fazer pela vida para ir ao encontro da história de bons resultados extramuros.

As duas equipas entram em campo pressionadas de todos os lados, se fosse possível iriam se atribuir 3 pontos e a questão ficava resolvida. Mas esta é uma possibilidade incapaz de acontecer no futebol, pelo que Libolo e Petro têm de fazer pela vida para somar o único resultado que lhes agrada na inteireza, a vitória.

Até certo ponto, o Libolo é que tem de correr muito mais riscos, senão vê o 1º de Agosto fugir para bem longe em menos de uma semana. O campeão quer impedir à todo o custo que os militares se isolem na liderança em pouco mais de uma semana.

Se não vencer esta tarde, o campeão fica numa posição muito indelicada porque ficaria sem muito espaço de manobra para chegar a tão ansiada revalidação. O Libolo teve muita pressa de ir ao pote e perdeu contra o ASA, esta tarde a equipa libolense tem de matar a sede, mas se não se acautelar pode ceder à tentação e cair perante os seus adeptos.

O Libolo agora depende do que os outros vão fazer nos jogos contra o 1º de Agosto, ainda assim tem de continuar a fazer o seu campeonato para aumentar as suas chances de revalidação, até porque daqui a poucas jornadas recebe em casa o líder. O cenário actual não é dos mais favoráveis para o campeão, mas um triunfo sobre o Petro é capaz de mudar alguma coisa, porque deixa os libolenses em boa posição de continuar a sonhar alto.

O Petro de Luanda há muito aparenta ter perdido o comboio do título, mas quando quer ainda consegue fazer boas coisas. Os tricolores sabem que se vencerem podem estar a contribuir para a causa do rival 1º de Agosto, os adeptos até seriam capazes de perdoar se a equipa "deixar" o Libolo vencer, mas é pouco provável que o corpo técnico e o plantel queiram cair neste tipo de tentação.


BETO BIANCHI
"Estamos prontos"


O treinador do Petro, Beto Bianchi, não espera facilidades no desafio desta tarde, em Calulo, diante da Libolo. O hispano-brasileiro antevê um jogo difícil, porque acredita que os libolenses  estão dispostos a pontuar neste jogo em casa, sobretudo para corrigir a derrota frente ao ASA.

"Queremos realizar uma boa partida de futebol, pontuar, mas sabemos que o adversário também vai com o mesmo objectivo. Por isso, não será um jogo fácil. Muito pelo contrário: esperamos dificuldades, mas estamos preparados para fazer o nosso jogo, com muita confiança", disse.

Beto Bianchi considera que para vencer a sua equipa terá de ser muito mais dinâmica a jogar e a criar espaços para incomodar mais vezes a baliza do campeão em título. Acredita que a jogar em casa, o conjunto do Libolo jamais vai dar a iniciativa de jogo ao Petro e muito menos perder a posse de bola.
"Mas estamos prontos para fazer um bom jogo. Com os jogadores disponíveis e bem preparados física e psicologicamente, estou convencido de que poderemos formar um grupo muito forte, para encarar o campeonato com muita tranquilidade”, assegurou.
PC


REGRESSO
Mateus pode recuperar titularidade


O provável regresso de Mateus aos titulares de Beto Bianchi no jogo desta tarde, em Calulo, frente ao Recreativo do Libolo, referente à 20ª jornada do Girabola Zap, representa a principal novidade na equipa do Petro de Luanda. O médio treinou-se muito bem durante a semana e deve render Manguxi no meio-campo.

Apesar de que mais alterações podem acontecer no "onze" do Petro de Luanda, relativamente ao conjunto que recebeu e empatou com o Caála na jornada anterior, não está colocada de parte a hipótese de Beto Bianchi repetir os titulares da jornada anterior, sobretudo a julgar pelas declarações de satisfação proferidas no final do jogo.

O facto é que o técnico dos tricolores continua a depositar enorme confiança em alguns jogadores considerados fundamentais na manobra da equipa.

Em face disso, o "onze" previsto para o jogo com o Libolo não deve diferenciar-se muito daquele que defrontou o Caála, com uma ou outra ligeira alteração. Ou seja, Gerson pode voltar a tomar conta da baliza, devendo o centro da defesa ser composto pela dupla Wilson e Etah. Mira e Miguel serão os laterais, ao passo que Chara e Mateus  os médios mais defensivos. Job, Diógenes e Herenilson assumem a função de municiadores do ataque, que deve estar entregue ao brasileiro Tiago Azulão.

Depois do empate consentido em casa, na jornada anterior, os petrolíferos esperam hoje regressar às vitórias num terreno em que estão habituados a vencer. Aliás, não perdem em Calulo desde Agosto de 2008. Depois da exibição convincente no jogo passado, os tricolores podem aproveitar para dissipar eventuais dúvidas quanto os argumentos que ostentam para a corrida ao título desta época.

No seio do plantel do Petro reina um discurso vitorioso. Aliás, as declarações proferidas pelo técnico Beto Bianchi servem de prova inequívoca disso mesmo.
PAULO CACULO