Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Clssico joga com cinco ttulos

Antnio Flix - 16 de Julho, 2016

Kabuscorp em pleno cacimbo recebe s 15h30 nos Coqueiros o campeo Libolo

Fotografia: Jornal dos Desportos

O Kabuscorp do Palanca joga  hoje, em mais um dia de cacimbo, e recebe a partir das 15h30, no Estádio dos Coqueiros, o campeão Libolo, em jogo considerado como o mais escaldante, em emoção e disputa, para a 17ª jornada do Girabola Zap.

Recapitular em números ou fazer história, não cabe já  neste espaço, mas na memória dos aficionados do nosso futebol, estão certamente as boas réplicas entre as duas equipas, em jogos anteriores, as arbitragens polémicas em seu redor, as estrelas que brilharam de parte a parte, enfim, os resultados. 

Um pouco de tudo,  pode hoje acontecer no relvado dos Coqueiros, onde a equipa da casa, Kabuscorp do Palanca, que vem de uma derrota diante do Recreativo da Caála, por 3-0, acredita  ainda assim, na possibilidade de chegar à liderança do campeonato e ao título, está determinada a não facilitar o Libolo, que vem a Luanda no máximo da sua força.

A direcção da formação palanquina, é a que e  mais trocou  de equipa técnica, ao longo da primeira volta, agora deu ao técnico Romeu Filemon a missão de entrar na segunda volta com uma equipa ganhadora, no sentido de recuperar terreno na classificação, onde o Libolo que é o adversário de hoje, já está na segunda posição, com 33 pontos.

Em caso de vitória do Kabuscorp, e se for por muitos golos, sem sofrer,  passa para a terceira posição,  com 30 pontos, menos três que o Libolo que no campo das hipóteses ficava com 33, relançava com isso, a ideia encostarem-se os líderes - o  1º de Agosto e o próprio Libolo -  e assim atacarem com mais força a disputa do título.

O Libolo, naturalmente, veio com a lição estudada. Sabe que joga diante de um velho rival, embora esteja ainda por acertar a eficiência no ataque - os palanquinos têm apenas 17 golos marcados - tudo devem fazer para não facilita nada  nos Coqueiros.

Desde que o Recreativo do Libolo ficou pelo caminho na Liga dos Clubes Campeões,  afastado pelo Al Ahly do Egipto, deixou à vista as suas baterias viradas para o Girabola Zap, motivo por que no seu balneário, a palavra de ordem é vitória.

Nesta época, só ganhou um jogo fora de casa, foi ao Porcelana do Cuanza Norte,  na primeira volta, por 1-4. Isso, pode significar que a equipa de Calulo é mais produtiva em casa, facto a alterar nesta segunda volta,nesta primeira deslocação fora de portas.

A equipa tem de necessidade de ganhar, como o pão para a boca, já que uma eventual derrota diante do Kabuscorp, ia facilitar a "vida" ao 1º de Agosto, que amanhã vai  ao Progresso do Sambizanga, a saber  já o resultado do campeão que o persegue.

INTER "VS" CAÁLA

Os Polícias altamente em prontidão,  estão atentos à visita dos inspirados caalenses, que em casa na jornada passada, vulgarizaram os palanquinos com pesados 3-0.

O jogo está marcado para as 15h30 no Estádio 22 de Junho. São duas equipas praticamente do mesmo "campeonato", isto é, do mesmo nível e  o que estão a produzir, neste campeonato, fala por si.

O Inteclube está na quinta posição, com 25 pontos, e o Caála em sétimo, com 22 pontos. Basta, por assim dizer, impor-se vitoriosamente e com muitos golos, para  o Inter estar acima deste, na classificação. Por tudo isto, o jogo promete muito, em termos de disputa.


OPTIMISMO * KABUSCORP
Adjunto de Filemon
promete grupo lutador


O técnico - adjunto da equipa  do Kabuscorp do Palanca, Joaquim Manuel, disse ontem ao Jornal dos Desportos, que  a derrota da jornada anterior frente ao Recreativo da Caála, já está digerida e  advoga ao longo da semana, níveis  anímicos em  crescimento a pensar no jogo com o Libolo.

"O jogo  passado foi motivo  de reflexão, por isso, vamos procurar  apresentar um grupo audaz ,ao longo dos 90 minutos, no sentido  de travar as intenções do Libolo ",  disse.

O adjunto de Romeu Filemon reconheceu ter pela frente, uma equipa  em  ascensão, com o sentido virado para o  título, mas admite  estarem atentos a tudo.

"Temos conhecimento que o Libolo está atento  ao título, vem a Luanda  com um único pensamento, apostar em  tudo, com realce para o sector atacante, com o fito de levar  mais três pontos e assim,  continuar na linha da frente, rumo aos seus objectivos", acrescentou.

"Estamos a jogar em casa,  a julgar igualmente nos nossos objectivos, estamos cada vez mais unidos ", esclareceu Joaquim Manuel, e confirmou que  o grupo goza de boa saúde.

"Temos  um plantel aceitável,  acredito que  fizemos uma selecção à altura do adversário, espero que  no jogo de hoje, os nossos atletas interpretem da melhor maneira tudo quanto trabalhamos ao longo da semana, para a obtenção de um resultado que todos almejamos". 
MANUEL NETO


PEDRO CARAVELA *  CR LIBOLO
“Temos uma equipa forte”


O técnico -adjunto do Recreativo do Libolo, Pedro Caravela, antevê um jogo difícil esta tarde, às 15h00, no estádio dos Coqueiros, frente o Kabuscorp do Palanca, a julgar pela pressão que o adversário está a passar, em virtude da goleada sofrida na ronda passada, no Huambo, diante do Recreativo da Caála, por 3-0, no arranque da segunda volta do Campeonato Nacional de Futebol da Primeira Divisão (Girabola Zap).

"O Kabuscorp perdeu no arranque da prova, logo na estreia do técnico Romeu Filemon, e como os dois conjuntos lutam para o título, acredito ser uma partida com um grau de dificuldade elevado", considerou o treinador, em declarações à Angop.

Pedro Caravela adiantou, que o jogo referente à 17ª jornada do Girabola Zap (segunda da segunda volta) é encarado com muito respeito, mas o tetracampeão está preparado para os três pontos, em Luanda.

"Temos uma equipa forte, muito agressiva, muito pressionante, com vontade de vencer,  temos a consciência que do outro lado, está também um candidato ao título, portanto, é um adversário que tem as suas armas, que é forte”, disse.

Ao longo da semana, a equipa centrou-se na recuperação física dos atletas, posição táctica, remates à baliza e cobranças de livres.

O tetracampeão Libolo, parte motivado para o duelo, com o candidato Kabuscorp do Palanca. Ou seja, a equipa às ordens de João Paulo Costa não só realizou um jogo à campeão, na ronda passada, como teve capacidade para "dobrar" o 1º de Maio de Benguela, por 3-0, num jogo em que realizou uma segunda parte espectacular.

Os libolenses não contam na importante partida de hoje, nos Coqueiros, com o influente central Kuagica, expulso pelo Hélder Calenga, no desafio diante dos proletários.

O Recreativo do Libolo ocupa a segunda posição, com 33 pontos, contra 27 do Kabuscorp do Palanca, em quarto lugar.