Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Clássicos

Jorge Neto - 25 de Fevereiro, 2017

Nos últimos anos, o conjunto militar leva vantagem sobre o adversário

Fotografia: José Cola

A equipa do 1º de Agosto vai enfrentar no jogo de hoje, às 15h30, no Estádio Municipal Edelfrides Costa, o 1º de Maio de Benguela, com o objectivo de repetir a proeza do ano passado, em que conquistou duas vitórias,  em igual número de desafios.

Nos últimos anos, o conjunto militar leva vantagem sobre o adversário, confirmada pelos triunfos na época de 2016, pelo mesmo resultado. Na primeira volta, no jogo referente a 11ª jornada, que foi  disputado no Estádio 11 de Novembro, os agostinos venceram por 3-1, e repetiram o resultado na segunda volta, no Estádio Municipal Edelfrides Costa, na 26ª ronda.

Em dois jogos, os campeões nacionais marcaram seis golos e sofreram dois, naquilo que pode ser um bom prenúncio para o desafio desta tarde, numa altura em que o adversário apresenta fragilidades na defesa.

Nas duas primeiras jornadas consentiram quatro golos, enquanto o ataque finalizou  uma vez.

Caso o ataque militar esteja em dia \"sim\", pode conseguir um resultado favorável e para isso, os avançados Geraldo, Diogo Rosado e Rambé têm de afinar a pontaria. Os dois golos marcados na jornada inaugural soaram a pouco, para as inúmeras oportunidades criadas.

Desde ontem, em Benguela,  a formação rubro -negra  realizou um treino no período da tarde, onde foram acauteladas todas as situações do jogo. A equipa técnica liderada pelo bósnio Dragan Jovic reconheceu os obstáculos a ultrapassar diante de um adversário que jogo em casa.

“Temos consciência das dificuldades a encontrar, porque o 1º de Maio joga em casa, e vem de um empate diante do Progresso. Trabalhámos um grupo forte e capaz de trazer de Benguela os três pontos. Vamos fazer alguns reajustes no ataque. Penso que a equipa está apta para realizar um bom jogo”, anteviu o técnico militar à imprensa.

De fora,  o guarda-redes Dominique, recupera da lesão, na Suíça, e o avançado Guelor, que ainda não debelou por completo a entorse no tornozelo direito.


DETERMINAÇÃO
Proletários aguardam a hora


O dia das decisões acontece hoje à tarde, a partir das 15h00, no Estádio municipal Edelfride Palhares da Costa “Miau”, onde o 1º de Maio de Benguela mede força com o 1º de Agosto, partida pontuável para a 3ª jornada do Girabola Zap 2017.

Ao longo da semana, a equipa técnica proletária liderada pelo professor Mário Teixeira trabalhou os fundamentos técnicos e tácticos. A vertente psicológica não foi descorada, pelo contrário, dominou grande parte das sessões de treino.

O grupo de trabalho está animado e preparado para a empreitada que se augura renhida. Vencer é o objectivo único e alimento no seio da rapaziada, que apesar de tudo, reconhece o poderio do adversário.

O empate (2-2) consentido na jornada passada, diante do Progresso Associação do Sambizanga serviu de referência para o embate deste sábado. Ou seja, os proletários estão precavidos e prometem concentração máxima, de forma a evitar os erros cometidos na deslocação a Luanda se  repetam diante do 1º de Agosto, que vem de um triunfo (2-0) dificultado pelo JGM do Huambo.

Para além da fragilidade que se denotou no sector defensivo, o conjunto militar acusou a falta de um trinco à altura das encomendas, facto que pode ser explorado pelos comandados de Hélder Teixeira, que apesar das limitações garantem surpresa agradável à massa apoiante, que a partir das bancadas vai empurrar a equipa ao desejável triunfo.

À entrada da 3ª jornada, o 1º de Maio de Benguela somou um ponto e uma derrota. Marcou três golos e sofreu 4 tentos. No encontro da tarde de hoje, os proletários pretendem vencer para equilibrarem as contas que os conduza à manutenção.
JÚLIO GAIANO - Benguela