Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Clube Desportivo da Huila periga permanência

Morais Canâmua, no Lubango - 24 de Outubro, 2016

Desportivo periga permanência

Fotografia: Jornal dos Desportos

O golo solitário de Kebe, aos 85´ garantiu a vitória da equipa do Progresso da Lunda-Sul no confronto diante do Clube Desportivo da Huíla que, pode ter perigado a sua permanência entre os grandes do futebol nacional. 

A grande apatia com que o donos de casa encararam o primeiro tempo do desafio, fez prever o pior num jogo em que os rapazes de Ivo Traça precisavam de vencer para assegurar a sua posição na fina flor do futebol nacional.

A equipa privilegiava o contra ataque tentando jogar no erro do seu adversário que, com a sexta posição com 40 pontos, nada tinha a perder. Ao invés disso, os militares preferiram até entregar a iniciativa de jogo ao seu adversário, procurando actuar em contra-ataque.

Nesta toada, foram os rapazes de Kito Ribeiro que aos 4º, 5º e 7º minutos incomodaram o último reduto dos donos de casa com remates de Mongo. Embora não terem sido direccionados à baliza à guarda de Nuno, mostraram que, quem tinha o comando das operações.

Preocupado com esta tendência, Ivo Traça pediu que a sua equipa subisse um pouco no terreno e povoasse mais o  meio campo. Isso provocou que equilibrasse o rumo dos acontecimentos. Tchitchi e Avex apareciam m ais solto e os atacantes Kembua e Nandinho passaram a aparecer mais vezes incomodando a baliza a guarda de Wilson.

O registo de realce na etapa inicial foi o livre cobrado por Tchitchi aos 41’ enviando a bola a beijar o travessão da baliza  dos lundas. Com o nulo terminava a primeira parte.

Na segunda metade, a toada inicial foi a mesma. As duas equipas tornaram a entrar pouco afoitas porém, com algumas preocupações  adicionais dos donos de casa. Começava a vir ao de cima a necessidade de ganhar o prélio. Mas, ao contrário disso, foram os rapazes de Kito Ribeiro quem assumiram a responsabilidade do desafio, procurando a todo custo o golo que viria a acontecer aos 85’ por intermédio de Kebe que acabara de entrar para o lugar de Norberto.

A partir dai, a ansiedade tomou conta dos militares da Região Sul que, tentando remar contra a maré pouco fizeram para anular uma derrota que castiga a forma pouco aguerrida com que abordaram o jogo.