Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Continua tudo em aberto

Gauncio Hamelay no Lubango - 05 de Agosto, 2019

Fotografia: Agostinho Narciso | Edies Novembro

O técnico do Desportivo da Huíla  afirmou que continua a “sonhar” com a conquista do primeiro troféu da época 2019-2020 e fazer história. Mário Soares admitiu que o seu desejo pode ser concretizado nesta segunda-feira, em Luanda. Reconhece estar tudo em aberto, por isso, promete delinear as estratégias para a equipa entrar nessa partida determinada e com espírito vencedor.“A eliminatória está aberta, porque no jogo da primeira mão podíamos ter feito mais um ou dois golos, o que não era escândalo nenhum. Criamos oportunidades para isso, mas o 1º de Agosto teve também duas oportunidades altamente consentidas”, aceitou. 

Consciente do potencial do adversário espera por dificuldades, ainda assim, mantém a confiança na equipa que dirige. “Na segunda mão, em Luanda, teremos um Desportivo da Huíla igual a si próprio. Entrando muito naquilo que será o jogo do adversário. Isso, é o que vamos procurar fazer nesta segunda-feira”, disse.

 Referiu que a equipa técnica e os jogadores optaram por visualizar ao pormenor o jogo da primeira mão e outros do 1º de Agosto, sobretudo, quando joga no Estádio dos Coqueiros por serem jogos diferentes. “Temos os dados do ano passado, embora, pode não servir muito, mas para alguma coisa vai servir”, assumiu. 

“A partir daí vamos delinear as estratégias para entrar, porque é sabido que nós somos uma equipa modesta. O 1º de Agosto é superior e nós temos de montar a nossa equipa, consoante o que o adversário poderá  apresentar durante o jogo da segunda mão”, garantiu. O técnico dos militares da Região Sul reafirmou, que para quem ganhou na primeira mão, por 1-0, no seu reduto, naturalmente tem a pretensão de sonhar um pouco mais. Ressaltou que a grande vantagem é o facto da equipa do Desportivo da Huíla não ter sofrido golo. 

“Isso, conta muita em jogos a duas mãos, quando não sofre golo em casa. Talvez por essa vantagem, agente na segunda mão pode ter um pouco de cautela e com esperança de trazer o troféu para a província da Huíla, pela primeira vez”, sustentou. Mário Soares citou que como o Desportivo  ainda não tem nenhum título, com esse resultado de 1-0 conseguido na primeira mão, indica que continua de pé a pretensão de querer fazer história com a conquista do troféu da Super Taça