Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Coqueiros promete aquecer

Betumeliano Ferr?o - 09 de Setembro, 2017

Palanquinos e polcias jogam esta tarde para melhoria das posies na classificao

Fotografia: Vigas da Purificao/ Edies Novembrbo

 O despique agendado para os Coqueiros começa às 17h30m, mas não diminuí até certo ponto o JGM do Huambo - Libolo, às 15h00, no Ferrovia, e o Bravos do Maquis - 1º de Maio de Benguela, a mesma hora no estádio Mundunduleno.

As duas equipas empataram a zero bola na primeira volta e um triunfo do Interclube é um salto automático na classificação. Mais do que igualar os mesmos 39 pontos do Kabuscorp, daria a chance aos polícias de ultrapassarem o oponente na classificação geral e no fim da prova estarem em vantagem.

O aliciante está diante dos olhos dos polícias, mas é ponto assente que os palanquinos vão tentar dar até o que não têm para evitar perder posições importantes, sobretudo, agora que o campeonato caminha para o seu final.

A equipa orientada por Romeu Filemon tem dado muito boa conta de si no mini campeonato das formações de Luanda, por isso, é normal que muita boa gente atire o peso da responsabilidade para os pés dos seus atletas, pois, têm muito mais qualidade no plantel.Um empate seria pouco para satisfazer a ambição das duas equipas. O comboio do título passou sem levar nenhuma das duas equipas, ainda assim, os ex-candidatos têm como ir atrás da consolação, a melhor classificação possível e uma vitória no dérbi pode acalentar esperanças de atingir esse desiderato.

Ainda atrás do milagre da permanência, o JGM tem a ingrata missão de receber o intermitente Recreativo do Libolo. Até os adeptos caseiros sabem quem é a melhor equipa, mas às vezes dá esmolas chorudas aos seus opositores e esperam que hoje seja um daqueles dias em que a equipa de Calulo é generosa demais.

O desaire caseiro contra o Progresso Sambizanga na ronda passada deixa a equipa do Cuanza Sul sem liberdade de escolha, vencer os donos da casa, uma obrigação mínima, ou deixa os seus adeptos a beira de um ataque de nervos, já que não é comum uma equipa com o seu gabarito e estatuto na prova tropeçar quando tem de dar um pontapé na crise de resultados.

O JGM anda ansioso por somar o maior número possível de pontos, para manter viva a esperança da manutenção. Um triunfo sobre o Libolo pode ser um sonho tornado realidade, mas como o objectivo é não perder, um empate já seria um bom resultado para quem tem a corda no pescoço.

Um escasso ponto, 26 contra 25, separa o 1º de Maio de Benguela do FC Bravos do Maquis. Por isso, é fácil perceber por que a ambição dos proletários é sair do Luena como entraram, com a vantagem na classificação. Para atingir este objectivo, os forasteiros podem escolher um dos dois caminhos que têm pela frente, a vitória ou o empate.

Os maquisardes estão longe de estar satisfeitos com a sua prestação no campeonato, mas podem ter um pouco de contentamento na jornada se superarem um dos concorrentes directos.

A diferença pontual até certo ponto é o reflexo da qualidade das duas equipas, até porque existem motivos para colocá-los em pé de igualdade e quem for mais eficiente pode sair do Mundunduleno com o sentimento do dever cumprido.

O Girabola ZAP está na fase das decisões, mas a hora ainda não é balanço. Ainda assim, está claro que maquisardes e proletários já sabem que a melhor classificação possível agora é terminarem nos lugares acima da linha de água, pois o atraso pontual que têm impede de almejarem muito mais.


KABUSCORP
Técnico promete entrega
em busca do bom resultado


O técnico do Kabuscorp  do Palanca promete uma equipa aguerrida no jogo desta tarde, às 17h30,  no Estádio dos Coqueiros, diante do Interclube. Romeu Filemon reconhece o poderio do adversário e admitiu encontrar um grupo muito forte a julgar pelas performances que atingiram nesta segunda fase da prova.

"Estamos diante de um grande adversário, bem estruturado no aspecto técnico e táctico à altura de impor dificuldades a qualquer equipa na prova. Por isso, todas as cautelas são poucas para sairmos em campo com um resultado ao nosso favor", revelou.O treinador adiantou que apesar dos requisitos do adversário ao longo da semana trabalharam para contrariar os intentos dos polícias e conversou bastante com os seu atletas, alertando da necessidade de redobrarem a concentração e materializarem da melhor forma toda a estratégia delineada para uma missão êxitosa  no final do jogo.

" Foi uma semana de trabalho bastante laboriosa, aliás, tem sido a cada dia que passa e para este jogo aumentamos ainda mais o nosso ritmo de trabalho,  responsabilidade e concentração para fazermos um bom resultado que passa por vencer o jogo. Lembro que na primeira volta  empatamos, mas é certo que não existem jogos iguais e não vamos adormecer no resultado anterior", sublinhou.

Questionado sobre a questão do título, o técnico palanquino reconhece ser uma missão difícil a julgar pela pontuação que o grupo ostenta nesta ponta final da prova, mas prometeu lutar até ao fim. "Continuamos a lutar para ganhar todos os jogos que nos restam e esperar pelas contas finais", avançou consciente da posição que ocupam  e a desvantagem pontual.

" Notem que perdemos muitos jogos de forma permissiva e temos ainda falhado muitas oportunidades de golo o que nos leva a concluir que o ataque continua a ser o nosso calcanhar de Aquiles. Em suma, são estes aspectos  que complicaram a nossa situação, mas espero que neste jogo esses pressuposto estejam em dia", asseverou.  O médio Tobias é a única contrariedade no leque de opções de Filemon e está em dúvidas para o dérbi. O camisola 2 dos palanquinos lesionou-se no jogo da jornada anterior em que a sua equipa empatou em Calulo diante do Recreativo do Libolo e ao longo da semana trabalhou limitado.                                            Manuel Neto


COQUEIROS
Palanquinos atentos à visita dos Polícias


O Interclube defronta hoje, a partir das 17h, no Estádio dos Coqueiros,  o Kabuscorp do Palanca, em jogo referente à 24ª jornada do GIRABOLA ZAP, tendo o técnico Paulo Torres garantido que a  sua equipa ao município do Lobito com a clara intenção de conquistar os três pontos e terminar a primeira volta  entre os cinco primeiros classificados.

Na jornada passada, o  Interclube perdeu com o Atlético Sport Aviação (ASA) atrasando-se, assim,  na luta pelo terceiro lugar. Agora, com o moral alto, os comandados do Paulo Torres querem regressar às   vitórias.

"Temos a convicção de que não será um jogo fácil, pois, ao logo desta época podemos ver que não existe nenhum jogo fácil, o Kabuscorp Palanca  está a ter bons resultados" ,disse o técnica do Interclube. Sobre o seu adversário técnico classificou a equipa do Palanca de "muito perigosa" e, por isso no último treino, houve uma pequena "palestra" em que o técnico falou bastante  com  os jogadores sobre o actual estado da equipa e a necessidade de regressar às vitórias.Depois a equipa técnica preocupou-se com a finalização e aproveitou rever a estratégia a aplicar no jogo. Saídas  em contra-ataque e cruzamentos estiveram em evidência durante duas horas.

O defesa central Baca, que se lesionou no jogo contra o Petro de Luanda,  continua  a ser  a principal baixa . O seu lugar pode ser ocupado por Valdez. Em função dos treinos de ontem , o "onze" dos Polícias, diante do Kabuscorp do Palanca,  pode formado por Neblu, To Carneiro, Fabrício ,Valdez , Filipe, Lindala, Duarte, Paty, Karanga, Mano Calesso, Moco.
                                   VALÓDIA KAMBATA