Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Corola antev melhorias

Augusto Panzo - 19 de Julho, 2016

Equipa tcnica do ASA satisfeita com mais reforo do grupo no campeonato

Fotografia: M. Machangongo

O treinador do Atlético Sport Aviação (ASA), José de Carvalho "Corola", tem em perspectiva a melhoria do quadro negativo em que se encontra a equipa no Girabola Zap 2016, de forma a ter o grémio estável, no final do campeonato.

Em entrevista ao Jornal dos Desportos, Corola defendeu a necessidade de ganhar o máximo de pontos possíveis, para evitar que o ASA viva sempre o "sprint" de lutar pela manutenção .

"É verdade estamos a viver uma situação que não pode ser rotineira. Temos de lutar, para sairmos da posição em que nos encontramos, e estou em crer que vamos conseguir isso", acredita.

Para justificar a intenção, Corola diz que o principal antídoto dessa sua crença, reside no rigoroso e exigente trabalho,  que a equipa técnica de que é responsável está a levar a cabo, desde que assumiu o leme da formação aviadora.

"Com o trabalho que está a ser feito, com muito rigor e exigência, vamos fazer para evitar que no fim, tenhamos de fazer a correria que caracteriza a equipa. Isso, não queremos", prometeu.

José de Carvalho "Corola" considera essa etapa, como negativa para a equipa, razão pela qual formata uma estrutura que consiga sair desse pesado fardo.
"A nossa estrutura está a ser formatada no sentido de fazer com que em cada jogo, o ASA ganhe os pontos necessários para  transformar -se num conjunto que deixe de depender de terceiros no final das nossas contas", disse Corola.

No pensamento do treinador aviador, a actual situação que o ASA vive , serve de lição para o futuro, de maneira que se busquem as melhores soluções.
"Para já, isso vai  servir-nos de alguma lição para o futuro. O ASA, não pode viver essa situação, todos os anos. Aprendemos todos os dias e esperamos encontrar em breve as soluções que nos permitam tirar a equipa dessa condição", avançou.

O tempo em que se encontra à frente do conjunto aviador, mereceu do técnico uma comparação, apesar de trabalhar  com o seu antecessor, por muitos meses.
"A direcção traçou um plano para essa época, infelizmente, deparou-se com a situação que o clube vive. Como treinador, a minha preocupação é tirar a equipa de onde se encontra, apesar do pouco tempo em que me encontro, à frente da mesma", revelou.

SATISFAÇÃO
Técnico aviador enaltece reforços


A direcção do ASA conseguiu reforços para a segunda volta do Girabola Zap 2016, onde foi notório o regresso de Anastácio e de Amarildo,  que se juntou a contratação de Bebé, proveniente do Interclube,  do camaronês Fabrice Fosso, vindo do Apejes daquele país,  do togolês Sérge Seko, proveniente do Union Sportive de Douala, também dos Camarões.   
Na perspectiva do treinador José de Carvalho "Corola", sem desprimor para o grupo com quem trabalha, à chegada dos reforços ao plantel do ASA,  acrescenta  alguma qualidade , à que já existia no conjunto.

"Já falei muito à respeito disso. É natural, que se são reforços, devem agregar alguma qualidade à equipa. É o que está a acontecer, agora, no plantel. Não se trata de nós termos uma atenção especial quanto a esses reforços. Eles vieram para agregar alguma coisa ao grupo e estão a trabalhar. Claro que estão a fazê-lo, conforme os outros fazem", referiu.
Corola deixou clara a ideia, de que o ASA  deu uma resposta boa nas últimas duas partidas, quer com o Libolo para a Taça de Angola, como com a Académica do Lobito, a contar para a segunda volta do Girabola Zap.

"Com a inclusão dos reforços, conseguimos nos três últimos jogos, quer para a Taça de Angola, diante do Libolo, quanto para a 16ª e 17ª rondas do Girabola Zap 2016, frente a Académica do Lobito e ao Progresso da Lunda Sul, dar uma resposta, independentemente, de não termos feito um bom resultado, no primeiro e no desafio de domingo",  reconheceu.
AP