Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

CR do Libolo tenta lideraa

06 de Abril, 2015

Estdio de Calulo acolhe jogo da 7 jornada

Fotografia: Jornal dos Desportos

O Recreativo do Libolo pode assumir hoje, a liderança do Campeonato Nacional de Futebol da Primeira Divisão, Girabola, em caso de vitória sobre o Sporting de Cabinda, em jogo válido para a sétima jornada da competição. Marcado para as 15h30, no Estádio de Calulo, o desafio entre libolenses e leões do Norte, devia ser disputado no Tafe, em Cabinda, mas por solicitação dos dirigentes do clube cabindense e aceite pela direcção presidida por Rui campos, a ordem do jogo foi invertida, ou seja, a primeira volta joga-se em casa do campeão e a segunda na dos leoninos. 

O campeão nacional, na  quarta-feira, em Luanda, mediu forças e empatou (1-1) com os militares do 1º de Agosto, é favorito à conquista dos três pontos. Mesmo que os leoninos, que atravessam grave crise financeira, se apresentem no máximo da sua força, em Calulo, a equipa de Sébastien Desabre não deve perder o estatuto de favorito. O facto de jogar em casa, ter o apoio dos adeptos, mais ambição e  ainda por estar numa posição na tabela de classificação melho que o adversário (segundo contra 13º), garante mais conforto para que o campeão consiga somar mais um triunfo no campeonato.

A exibição patenteada no duelo com os militares é um exemplo de que o campeão, é superior ao leão. Ou seja, o Recreativo do Libolo, afastado que está das competições africanas, tem mais argumentos para se concentrar  no Girabola e na Taça de Angola, por isso, está  melhor para superar o seu oponente desta tarde. Ainda assim, os leões do Norte não estão em Calulo para ver o campeão jogar.Aliás, o Sporting de Cabinda tem sido um adversário difícil para os seus oponentes em qualquer campo, por isso o técnico Desabre sabe que os seus rapazes não podem facilitar  a tarefa do adversário,  porque podem acabar “devorados”.  

GIRABOLA
Feião provoca queda dos  aviadores


O Progresso da Lunda Sul conseguiu ontem, no estádio da Cidadela, uma soberba vitória diante do ASA. Com dois golos de Feião (27´e 60´) e um de Tshibuabua, aos 65´, os lundas venceram por 3-2, sendo que Nelito, aos 34´, e Manuel, aos 90+2´, na marcação de um penálti, apontaram os tentos pelos aviadores.

A equipa da Lunda Sul  entrou mais ousada para o jogo, procurando chamar a si a hegemonia logo de início, e tentar violar a baliza adversária nos primeiros 15 minutos de jogo, facto que não conseguiu por mera falta de sorte.Os lundas, no primeiro minuto, viram um lance de golo rejeitado pelo guarda-redes Traoré, do ASA que, numa palmada desviou para canto, na sequência da cobrança de um livre directo.

O lance em causa foi apenas o aviso de que o adversário vinha com lição bem estudada, e que queria sair vitorioso do relvado da Cidadela, o que aconteceu, porque continuou a acelerar a marcha, ante um ASA que esteve muito pesado, sobretudo na sua zona defensiva.Depois de tanto procurar o golo, o conjunto conseguiu-o à passagem do minuto 27, por intermédio de Feião, feito que veio galvanizar ainda mais os lundas, mas como o adversário também esteve em campo para lutar pelos três pontos, conseguiu anular a vantagem aos 34 minutos, através de Nelito.

Com uma igualdade a um golo, as duas equipas foram intimados pelo juiz Pedro Santos a irem para os balneários, para o merecido repouso.De regresso as coisas não mudaram muito, pois a equipa visitante voltou à carga com a mesma convicção de que poderia sair mesmo com os três pontos na bagagem, apesar do ASA se ter agigantado por alguns minutos durante esse período de jogo.

Para não variar e ao estilo do primeiro golo, Feião voltou a mexer as redes defendidas por Traoré, fazendo o 2-1, num lance em que se pode dizer que o guarda-redes aviador esteve em tarde para esquecer, pelo tipo de golos que sofreu.  E tudo parecia que o diabo estava mesmo no encalço dos aviadores, pois, cinco minutos depois o Progresso da Lunda Sul aumentou a vantagem para 3-1, desta feita com um tento carimbado por Tshibuabua, aos 65 minutos.Porém, quando tudo parecia resolvido, já no declinar da partida o ASA conseguiu uma grande penalidade (muito duvidosa), que Manuel se encarregou de cobrar, fazendo-o da melhor forma, o que fixou o resultado final em 3-2.

ARBITRAGEM

 O árbitro Pedro Santos esteve bem no ajuizamento do jogo. Bom conhecedor dos truques dos jogadores, em função da experiência que carrega, conseguiu contornar a astúcia dos mesmos nos momentos certos, deixando para lá as fífias para poder manter a ordem em campo. Erros não faltaram do lado dele, sendo o mais fatal aquele que deu o segundo golo ao ASA, porque a grande penalidade foi forçada. Os seus assistentes Luís Vontade e Ivanildo Martins efectuaram um trabalho sem grande mácula.

OPINIÃO DOS TÉCNICOS
“Nem sempre se joga bem”


Roberto do Carmo ASA“Como profissional, eu posso entender que nem sempre se pode jogar bem. Não se pode exigir todos os dias o máximo, a uma equipa que vem de uma trajectória boa no Girabola, sendo inclusive uma surpresa em vários jogos. Hoje (ontem) a nossa equipa não esteve bem, jogamos fora das condições a que estamos habituados e isso pesou um pouco para os miúdos. Mas de qualquer das formas tenho que ter a humildade de reconhecer a capacidade do adversário”

“A nossa equipa está a crescer”

 
Kito Ribeiro Progresso da Lunda Sul“Acredito que essa vitória é um produto do trabalho conjunto que levamos a cabo, desde a direcção, equipa técnica, jogadores e todo o povo da Lunda Sul. A nossa equipa está a crescer cada vez mais, porque temos estado a fazer tudo por tudo, para que sejamos melhor a cada dia que passa. Dedico a vitória aos nossos adeptos que têm sabido nos apoiar tanto dentro da nossa casa, como fora dela”.