Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

DAgosto conhece adversrios

Jorge Neto - 22 de Março, 2018

Mbanbane Swallows e Zesco United da Zmbia fazem igualmente parte do grupo do 1 de Agosto

Fotografia: Dombele Bernardo |Edies Novembro

A equipa do 1º de Agosto defronta as formações do Etoile Sportive du Sahel (Tunísia), Mbabane Swallows (Swazilândia) e Zesco United (Zâmbia), no grupo D, na fase de grupos da 22ª edição da Liga dos Clubes Campeões Africanos, conforme ditou o sorteio realizado ontem à noite, na sede da Confederação Africana de Futebol (CAF), no Cairo, Egipto.
Os campeões nacionais recebem em casa na primeira jornada o Etoile Sportive du Sahel da Tunísia, no dia 4 de Maio, e na segunda ronda visita o Mbanbane Swallows da Swazilândia, no dia 15 de Maio, para fechar a  primeira volta fora de portas frente a formação do Zesco United da Zâmbia, no dia 17 de Julho. Na segunda volta o calendário inverte, com os agostinos a receberem os zambianos.
Caso somem o número de pontos necessários os militares passam para a fase seguinte, a eliminar até chegar à final da maior competição do continente a nível de clubes. Os agostinos regressam a esta prova 21 anos depois, estrearam-se em 1997, mas ficaram logo na primeira fase.
Em função dos adversários os campeões nacionais podem fazer uma boa figura na fase de grupos da Liga dos Clubes Campeões, de acordo como desejo da sua direcção, está ao alcance, num grupo onde teoricamente o opositor mais forte é a formação do Etoile Sportive du Sahel da Tunísia, um forte candidato a conquista do troféu.
Os pupilos do sérvio Zoran Maki deverão disputar o segundo lugar com as equipas do Zesco United da Zâmbia, enquanto o Mbambane Swallows vai tentar intrometer-se nesta disputa.
Os rubro-negros estiveram representados no sorteio pelo vice-presidente para o futebol Paulo Magueijo e o técnico-adjunto Filipe Nzanza. O antigo internacional angolano, Gilberto Amaral, foi um dos convidados da CAF, na qualidade de embaixador das competições interclubes deste ano.
O vice-presidente agostino, Paulo Magueijo, defendeu, antes da viagem para o Cairo, a ambição do clube nesta prova dizendo que \"nós pretendemos ir o mais longe possível na competição, queremos fazer surpresa e vamos continuar a trabalhar para atingir os nossos objectivos\".
Para atingir a fase de grupos da competição a equipa do 1º de Agosto disputou duas eliminatórias, passando pelas formações do Platinum do Zimbabwe (3-0/1-2) e do Bidvest Wits da África do Sul (1-0/0-1 e venceu por 3-2 na marcação das grandes penalidades).

SORTEIO BRANDO
O sorteio realizado no Cairo, Egipto, poderia ter sido mais ingrato para os campeões nacionais, mas desta vez, foi mais brando e ditou adversários ao alcance da formação do 1º de Agosto que inicia esta competição no próximo mês de Maio. 
Na primeira jornada recebem a equipa do Etoile Sportive du Sahel da Tunísia, no dia 4 de Maio, e na segunda ronda deslocam-se a Swazilândia ao encontro do Mbanbane Swallows, no dia 15 de Maio, encerrando em terreno alheio diante da formação do Zesco United da Zâmbia, no dia 17 de Julho, na primeira fase.
Na segunda volta o calendário inverte, com os agostinos a receberem os zambianos, a seguir os suazis e por último os tunisinos.
Os militares devem aproveitar o factor casa para conseguir somar os pontos necessários e depois procurar um resultado positivo, empate ou vitória, no terreno dos adversários, pois numa competição deste género esses registos contam bastante na primeira fase.

SORTEIO
Agostinos no Grupo D


O bicampeão nacional 1º de Agosto está enquadrado no grupo D da 22ª edição da fase de grupos da Liga dos Clubes Campeões Africanos de futebol, de acordo com o sorteio realizado ontem no Cairo. A sorte da formação angolana foi tirada pelos antigos astros Gilberto (Angola) e Mark Fish (África do Sul), escolhidos pela CAF como embaixadores das competições interclubes de 2018.
Os militares têm como adversários as formações do Zesco United (Zâmbia), Etoile Sportive du Sahel (Tunísia) e Mbabane Swallows ( Swazilândia), sendo os tunisinos o primeiro adversário, no próximo dia 4 de Maio, no estádio 11 de Novembro, em Luanda.
Eis os quatro grupos da 22ª edição da Champions:

Grupo A
Al Ahly (Egipto)
Township Rollers (Botswana)
KCCA (Uganda)
Esperance (Tunísia)

Grupo B

TP Mazembe (RD Congo)
MC Alger (Argélia)
Difaa El Jadidi (Marrocos)
ES Setif (Argélia)

Grupo C
AS Togo (Togo)
Mamelodi Sundowns
(África do Sul)
Wydad Athletic Club
(Marrocos)
Horoya (Guiné Conacky)

Grupo D
Zesco United (Zâmbia)
1º  de Agosto (Angola)
Etoile du Sahel (Tunísia)
Mbabane Swallows
(Swazilândia)

EMBAIXADOR DA CAF
Gilberto testemunhou sorteio


O antigo internacional angolano Gilberto, que representou em África o Petro de Luanda, Benfica de Luanda e Al Ahly do Egipto, é uma das três lendas do futebol africano (o egípcio Hazem Emam e o sul-africano Mark Fish são os outros dois) nomeados Embaixadores da Confederação Africana de Futebol (CAF) das provas interclube para a temporada de 2018.
Os três ex-internacionais marcaram presença ontem, no Cairo, por ocasião do sorteio da fase de grupos da 22ª edição da Liga dos Campeões Total e 15ª Taça da Confederação Total, e foram os principais actores da cerimónia.
"Os três jogadores (Gilberto, Hazem Emam e Mark Fish) não são estranhos ao futebol africano. Eles representam diferentes gerações e acreditamos firmemente que as competições de suas federações terão um enorme impacto no nosso objectivo de fortalecer a presença do público em nossas provas, tanto na África como em todo o mundo ", disse o secretário-geral da CAF, Amr Fahmy .
Gilberto é o exemplo perfeito de transferência bem sucedida para a África. Formado no Petro Atlético de Luanda, ele assinou com Al Ahly em 2002 e ficou lá até 2010. O esquerdino angolano deixou uma marca indelével, famosa por suas rápidas corridas e descidas no flanco esquerdo, ele era um dos elementos-chave do treinador português do clube do Cairo, José Manuel. O seu recorde inclui três ligas dos Campeões, em 2005, 2007 e 2008. No final do seu contrato no Egipto, representou de forma efémera o Lierse SK (Bélgica) e AEL Limassol (Chipre), antes de um retorno definitivo a Angola no Petro Atlético e Benfica Luanda.