Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Dasfaa est em alta nos Polcias

Augusto Panzo - 06 de Junho, 2017

Atletas est encantado com a sua prestao no plantel dos polcias

Fotografia: Jos Soares | Edies Novembro

O médio ofensivo do Interclube, Dasfaa, disse que está feliz  pela brilhante  temporada  que está a  fazer, ao serviço do clube, onde já marcou quatro golos .

"Penso que este é a melhor época desde  que cheguei ao Interclube onde felizmente  tenho feito bons  jogos e marcado e golos. Não foi fácil,  mas fruto de muito trabalho me integrei na filosofia  do treinador ", salientou.

Comparando com os três primeiros anos, o médio  superou os problemas administrativos para se adaptar. "Nos primeiros anos as coisas não correram bem. Primeiro porque  vim de um clube que gerou alguns  problemas  e isso terá influenciado  no meu rendimento na equipa. Segundo, com a entrada  do novo treinador as coisas melhoraram muito e hoje posso dizer que estou mais a vontade para jogar. Isso tem contribuído  para que a época esteja a correr bem" sublinhou o médio.

Jogador formado na escola Norberto de Castro garantiu que com o técnico Paulo Torres ganhou mais liberdade dentro do campo,  o que permitiu  maior mobilidade  em campo."Acho que o técnico viu alguns vídeos  e, a partir dai,  começou a tirar mais de mim", considerou.  Dasfaa disse que  o treinador "deu-me liberdade para jogar  na posição mais confortável no campo e dai só fui  crescendo. Diminui, na parte defensiva,  e passei  a defender mais por dentro  enquanto que antes defendia por fora. Acho que isso foi uma das coisas que mudou. Ganhei com isso", disse .

O médio juntamente  com o seu colega Mano Calesso são os melhores marcadores do Interclube com quatro golos  em 9 jogos  disputados, marca  que espelha bem a boa forma  que o atacante está a viver  na equipa dos policias. " O meu  objectivo,  como extremo atacante, também é marcar golos. Pretendo fazer muito mais . Nesta altura quero continuar a fazer golos,  mas, se chegar a vinte será melhor  ainda.

O médio avançado, 24 anos do Interclube, almeja chegar à Selecção Nacional. "Espero ser chamado para a selecção nacional . Estou a trabalhar para isso  e com paciência  acredito que vou chegar lá. Resta continuar a trabalhar  para ganhar  a confiança  do técnico Roberto  Biachi e isso só com bons jogos ", disse.

Embora tenha passado pelos escalões de formação  do  Cruzeiro e Paraná  do Brasil, Dasfaa  tem também como objectivo pessoal jogar num campeonato mais competitivo em relação ao Girabola .  " Sempre sonhei em voltar a jogar no estrangeiro . Tenho 24 anos de idade,  já estive fora, embora  nas camadas de formação , mas foi boa experiência ganha e quero um dia voltar   a jogar num campeonato competitivo ", salientou  .

" A nossa equipa terminou a primeira volta em oitavo lugar. É negativo,  a julgar pelo objectivo que a equipa se propôs, que é a conquista do título, mas, como matematicamente ainda é possível , vamos  à segunda fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para fazermos aquilo que não conseguimos na primeira ", retorquiu quando questionado em relação ao rendimento da equipa nas primeiras quinze jornadas do campeonato.   

O médio dos polícias, quanto ao clima dentro do balneário, foi claro. "Nesta altura estamos todos  focados no trabalho  com vista a melhorar  a nossa classificação. Ainda é possível chegarmos longe. É com este à vontade  que vamos continuar a trabalhar para chegarmos ao nosso objectivo ou então vencer a Taça de Angola ", disse.


ÉPOCA 2017

Médio dos polícias elogia  sambilas


A boa campanha  que o Progresso  do Sambizanga está a fazer  no presente Girabola Zap tem chamado atenção de Dasfaa que ficou surpreendido  com o futebol praticado pela equipa  do distrito do sambila.

 " Tenho gostado do Progresso da Sambizanga, pois, há  muito tempo que não via-o a jogar tão bem. Penso que nesta altura está a praticar um futebol acima da média, o que é muito bom para o nosso campeonato" , elogiou.

Sobre a competitividade no Girabola ZAP o médio avançado dos polícias garantiu que vem crescendo de ano após ano. " Cresceu muito, está competitivo e cada vez mais complicado.

Agora  existem  mais equipas a lutarem pelo titulo . Se repararmos um das equipas que estão do primeiro ao nono lugar ainda têm hipóteses de ser campeões o título", estimou.

Dasfaa deseja para os Palancas Negras um bom jogo no próximo sábado frente ao Burkina Faso, para a primeira jornada do grupo I da campanha de apuramento à fase final da 32ª edição da Taça de África das Nações (CAN) de 2019, nos Camarões.

" Sei que  jogar fora de casa é sempre difícil,  mas conseguirmos, no mínimo, um ponto, já será muito bom , pois nestas fase de eliminatória, não perder na casa do adversário é um resultado bom", disse.

Bastos que actua pela Lázio da Itália, Clington  da Mata (Sporting  Charleroi da Bélgica), Núrio Fortuna (AEL Limassol do Chipre) e Dolly Menga (Ashdod do Israel) não jogam frente ao Buknina Faso,  o médio  do Interclube, valoriza o colectivo.   " Embora a selecção esteja desfalcada de alguns jogadores há vários outros por r escolher. Vale os que estão  presente e é com eles que devemos contar", disse.
VALÓDIA KAMBATA