Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

David Dias espera cumprir objectivos

Paulo Caculo - 06 de Setembro, 2017

Treinador do Cala diz ter equipa capaz de discutir os cinco primeiros lugares

Fotografia: Paulo Mulaza| Edies Novembro

O técnico do Recreativo da Caála, David Dias, expressou ontem ao Jornal dos Desportos a sua convicção de que a equipa vai cumprir com os objectivos traçados na presente temporada futebolística. O treinador justifica o seu optimismo com o facto de acreditar que a actual posição que ocupa actualmente a equipa no Girabola Zap e os sete jogos que restam para o fim do campeonato permitem aspirar por um desfecho positivo.

A cumprir o primeiro de dois anos de contrato no comando do Caála, o técnico diz ter razões para continuar a alimentar o sonho de lograr os seus propósitos. Destaca, como principal suporte para consolidação dos objectivos, o empenho e dedicação dos jogadores e o imprescindível apoio da direcção do clube, encabeçada por Horácio Mosquito.

\"A manutenção é o primeiro objectivo a ser alcançado. Depois, temos como segundo propósito fazer uma classificação melhor em relação a época passada. Faltam sete jogos e vamos fazer o possível de melhorarmos. Temos os nossos objectivos e sonhos. A grande ambição é terminar entre os cinco primeiros lugares e não estamos muito distantes destas posições. Aos poucos, vamos nos aproximando destes lugares\", disse.

David Dias  não esquece o facto de ter sido ao serviço do Recreativo da Caála que, em 2010, teve o melhor registo pessoal da sua carreira em Angola, tendo, em 10 jogos, vencido oito, perdido um e empatado outro. Considera estar satisfeito com a forma como foi recebido pelos adeptos, neste regresso ao Huambo, onde garante guardar boas recordações.

\"Estou a trabalhar com o grupo que encontrei. É um grupo bom e muito forte. Vamos continuar a trabalhar e os jogadores têm dado uma boa resposta ao que pretendo. Estamos a dar continuidade ao trabalho iniciado pelo meu antecessor, melhorando e corrigindo o que achamos necessário\", acrescentou.

O treinador da Caála assegura, por outro lado, que a equipa tem tudo para fazer um bom campeonato. Considera a derrota averbada em Luanda, diante do Petro, mais um daqueles jogos com resultados injustos, em que a sua equipa merecia sair com pelo menos com um ponto, sobretudo a julgar pela exibição patenteada em campo.

\"Quem não esteve no campo e olhar para o resultado vai pensar que estivemos apenas assistir, mas não foi o que se passou. Os três golos foram um exagero, mas o campeonato não acabou e os meus jogadores têm capacidade para fazer melhor\", acentuou
Prometeu dias melhores nas próximas jornadas e enalteceu a postura dos seus atletas. \"Demonstram que são fortes mentalmente e saberão dar respostas a altura das nossas pretensões. Sabemos bem que temos de ganhar o próximo jogo com o Progresso, em casa, e tudo faremos para que a vitória seja um facto\".