Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Deciso final

Betumeleano Ferro - 10 de Outubro, 2015

1 de Agosto joga com Cala espera dum deslize do quase campeo Libolo que defronta a Acadmica

Fotografia: Jornal dos Desportos

O Girabola atinge esta tarde o clímax, com a disputa da derradeira jornada, em que vai saber-se  em definitivo, quem entre Recreativo do Libolo e 1º de Agosto vai fazer a festa do título. Mas há mais decisões. Na fuga à despromoção as coisas também estão ao rubro, porque do trio, Académica, Maquis e Sporting, duas equipas vão ser rebaixadas.

O Estádio do Buraco vai albergar o jogo do título, Académica do Lobito - Recreativo do Libolo. A equipa de Calulo está sob enorme pressão, mas o empate chega e basta para abrir o champanhe, que há várias jornadas consecutivas, é posto e tirado da geleira.

Uma eventual derrota, pode fazer que haja choros e ranger de dentes nas hostes libolenses. A equipa precisa de um mísero ponto, mas está condenada a atacar muito para marcar os golos necessários para a consagração. O empate é suficiente para revalidar o campeonato, mas é possível que o Libolo não reviva o desaire da jornada passada, que tinha o título na mão, mas resvalou devido a ter sofrido um golo e agora, aguarda pela última ronda para se enfaixar, de acordo com a encomenda feita com alguma antecedência.

A Académica do Lobito está sob grande pressão, porque o empate pode não ser suficiente para garantir a permanência, em caso de vitória do Maquis sobre o Sporting. Os estudantes têm de fazer-se à vida para vencer, este é o único resultado capaz de fazer com que a equipa mais popular do Lobito continue a depender de si, para evitar a despromoção.

A equipa lobitanga estremeceu o Libolo na primeira volta, perdeu porque foi prejudicada pelo árbitro. Esta tarde, os estudantes não se salvam com desculpas, eles têm de arriscar tudo o que têm para somar os três pontos, que são mais do preciosos de todo o campeonato.

O embate do Lobito vai dividir as atenções do 1º de Agosto. Os militares recebem o Clube Recreativo da Caála (CRC), com a esperança de ultrapassar o Libolo, na última curva. O 1º de Agosto está expectante, aguarda por um deslize do quase campeão Libolo, mas enquanto espera, é forçado a fazer a sua parte, pois tem de vencer para aproveitar qualquer brinde vindo do Lobito.

A boa segunda volta do CRC, pode impedir o 1º de Agosto de entrar com tudo, como sucedeu no jogo com o Benfica de Luanda. O CRC mudou para melhor, neste segundo turno e está mais competitivo, vem a Luanda livre de pressão e com grande vontade de estragar a festa que ninguém se preocupou em organizar, em parte, porque todos pensavam que nesta altura o Libolo já estava a cumprir calendário.

A questão do título vai ser o cerne da jornada, mas o embate do Luena entre o FC Bravos do Maquis e o Sporting de Cabinda também é de carácter decisivo. Os maquisardes têm de vencer para festejar a permanência, em caso de empate do Académica, os leões também podem se salvar, em caso de vitória, mas precisam que o Libolo vença a Académica.

O jogo do Luena tem tudo para ser complicado, os maquisardes entram com ligeiro favoritismo porque a motivação do inédito apuramento para a final da Taça de Angola,  na quarta-feira diante do Petro, deu à equipa a confiança necessária para acreditar que as coisas também dependem de si.

Os leões são imprevisíveis e têm capacidade, sobretudo se estiverem com apetite de pontos, para saírem do Luena com os três pontos. É verdade que o Sporting precisa da ajuda do Libolo para permanecer no Girabola, mas esta ajuda não surge do nada, os leões têm de vencer para fazerem contas no fim.