Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Desportivo e Kabuscorp querem colher dividendos

Betumeleano Ferro - 05 de Janeiro, 2019

Desportivo e Kabuscorp do Palanca, duas equipas que tm confrontos complicados

Fotografia: Edies Novembro

A jornada do fim de semana pode ser proveitosa para o Desportivo e para o Kabuscorp do Palanca, duas equipas que têm confrontos complicados. Todavia  podem comemorar, por que os seus concorrentes directos podem perder pontos nos desafios que disputam hoje à tarde.
Os militares da frente Sul vão jogar a pensar em um eventual regresso à liderança do campeonato. O confronto com o Recreativo do Libolo começa às 15h30, no Estádio do Ferrovia, pode prolongar o estado de graça do Desportivo no campeonato.
A má fase libolense, no Girabola ZAP, faz que a imaginação dos adeptos contrário não tenha limites. Os três pontos podem ficar em casa, neste momento, há mais Desportivo  do que Libolo.
Sem força competitiva para resistir, os libolenses estão a viver uma experiência incomum, desde que chegaram ao campeonato nacional. A reacção tarda a aparecer e a zona da despromoção, não é o lugar para quem entrou para o Girabola com planos, as coisas estão feias para a equipa do Cuanza- Sul.
O Kabuscorp do Palanca entra em cena, a partir das 18h00, no Estádio dos Coqueiros, joga com o Saurimo FC, lanterna vermelha do campeonato, por isso, tem a obrigação de regressar aos triunfos.
 O que aconteceu, na jornada passada, no jogo com  o Petro, é normal,  hoje a conversa dos adeptos palanquinos vai ser bem diferente, se a equipa for incapaz de cumprir a obrigação diante do lanterna.
Por culpa própria, os lundas estão com a lanterna vermelha. É verdade, que o Saurimo FC ainda não é o saco de pancadas, mas não está distante disso. Um resultado inesperado contra o Kabuscorp, é capaz de aumentar a auto-estima de uma equipa, que parecia ter tudo para uma campanha tranquila.
O Sagrada Esperança, aos poucos, começa a justificar o nome. Pelos piores motivos, o décimo lugar é a melhor prova de que as pedras preciosas não estão a brilhar, para a alegria dos adeptos. Hoje, à tarde, às 15 horas, no Estádio do Dundo, os diamantíferos têm a visita do Cuando Cubango FC de quem têm um ponto de vantagem. Está claro, que o equilíbrio pode ser a nota dominante entre as duas equipas equivalentes.
Sem ninguém se aperceber, o FC Bravos do Maquis chegou com mérito ao terceiro lugar, veremos hoje às 15 horas,  no Estádio Mundunduleno. Os maquisardes podem dar sequência ao bom momento, em caso de vitória sobre o Clube Recreativo do Caála \"CRC\", adversário acessível.
Os maquisardes estão a levantar muita poeira em casa, por conseguinte, o CRC tem de dar tudo e mais alguma coisa, para evitar passar pela alegria do pobre, que não dura.
O espectro da despromoção é real no Uige, porque o Santa Rita está a precisar de um milagre, amanhã, os “católicos” recebem a Académica do Lobito às 15 horas,  no Estádio 4 de Janeiro, um oponente indesejável. A jogar em casa, os “católicos” vão ter de se renderem às evidências, os estudantes têm mais equipa e mais chances de ganhar, pelo que não perder é uma boa meta, para quem está aflito com os seus maus resultados.
O inesperado, aconteceu no Progresso Sambizanga, sete jornadas depois, o técnico Hélder Teixeira é reconduzido como treinador dos sambilas, agora, venha o dérbi com o ASA, amanhã às 15h30 no Estádio dos Coqueiros, para dissipar todas as dúvidas. Quando Hélder Teixeira saiu, tinha muito Progresso no campeonato, se o técnico aceitou é porque calculou o custo e viu que se vai dar bem, agora, resta esperar para ver, se os aviadores vão ou não colaborar, pois, estão muito intermitentes no campeonato.