Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Desportivo melhora as condies

Gaudncio Hamelay, no Lubango - 26 de Junho, 2016

Clube Desportivo da Hula

Fotografia: Arimateia Baptista

O vice-presidente do Clube Desportivo da Huíla, Neco Amaro, garantiu ontem no Lubango, que a direcção do clube tem as condições administrativas “ melhoradas” para encarar com serenidade a segunda volta do Campeonato Nacional de Futebol da Primeira Divisão, Girabola Zap, com reinício marcado para 9 de Julho.

O dirigente da formação militar da Região Sul referiu que o clube tem tudo a postos, para que a equipa tenha um outro comportamento na segunda volta do Girabola Zap 2016, principalmente em termos administrativos, porque tratou de alguns assuntos que estavam pendentes e que não ajudavam os atletas, “mas isso está tudo resolvido”, garantiu.

“Para a segunda volta do Girabola Zap, julgo termos condições melhoradas em relação aquelas que traçamos, principalmente, na segunda metade da primeira volta. Tínhamos uma situação que esteve camuflada e nós gostávamos de alertar aos nossos adeptos aquilo que se passa”, esclareceu.

Neco Amaro referiu que a direcção do clube está com problemas que não se prendem  com vencimentos, mas com prémios de jogos.

“Quer dizer, que se nós conseguirmos o pagamento de alguns prémios de jogo, creio que  motivamos muito mais a equipa. E daí, esperamos bons resultados na segunda volta. De facto, os últimos resultados da primeira volta, não foram bons para a imagem do clube”, apontou.

Afirmou que a 11ª posição ocupada pelo Clube Desportivo da Huíla, na tabela de classificação com 18 pontos, não é uma má classificação, justificou que se não fossem os pontos perdidos em casa, 20 no total, os militares da Região Sul terminavam a primeira volta numa melhor posição.

“Em sete jogos em casa, o que equivale 21 pontos, só adquirimos um. Quero com isso dizer, que tivemos uma má prestação nos jogos em casa, o que nos ia permitir estar melhor classificados. Por isso, devemos louvar por estarmos em 11º lugar. Agora, isto é um alerta para a nossa equipa técnica,  porque houve jogos que foram muito mal perdidos. E aí, uma chamada de atenção. Uma conversa já se fez com a equipa técnica. E, julgo que vamos melhorar muito, nesta segunda volta”, tranquilizou.


SEGUNDA VOLTA
Militares huilanos
sem reforços


A direcção do Clube Desportivo da Huíla não vai reforçar a equipa principal de futebol, na segunda volta do Girabola Zap 2016, cuja janela de inscrições está em curso, devido a dificuldades financeiras. O facto foi revelado ontem pelo vice-presidente do grémio militar da região Sul, Neco Amaro.

De acordo com o dirigente, era bom para a equipa técnica que se reforçasse o grupo para os desafios que se advinham na competição, mas o Desportivo da Huíla tem jogadores capazes de realizar, sem sobressaltos, a segunda volta do Girabola Zap 2016.

 “Estamos a contar com o nosso plantel, aquele que iniciou o campeonato. A mudança não é minha ideia, porque está fora das nossas possibilidades. Porém, se houver alguns atletas que saírem agora, porque deram nas vistas, julgo que pode melhorar a sua situação”, frisou.

O vice-presidente do Desportivo da Huíla acrescentou que no país existem muitos bons  atletas e que às vezes são desvinculados de alguns clubes e o Desportivo da Huíla pode beneficiar disso.

 Nesta perspectiva, ressaltou que  pode aparecer algum atleta que ainda vá há tempo do clube inscrevê-lo até ao dia 30 de Junho e reforçar a equipa.
O Clube Desportivo da Huíla terminou a primeira volta do Girabola Zap na 11ª posição com 18 pontos. Durante algumas jornadas, chegou a liderar a competição.                                        GH