Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Desportivo “pagou” pelo erro cometido

Benigno Narciso, no Lubango - 12 de Fevereiro, 2018

Fotografia: Edições Novembro

Um erro clamoroso de descompensação defensiva que concedeu superioridade numérica a duas unidades do Interclube diante do guarda-redes Kiss, aos 88´, impediu ontem a estreia com vitória do Desportivo da Huíla no Girabola Zap 2018, ao empatar a uma bola, no estádio do Ferroviário, no Lubango, em desafio da primeira jornada da prova.
Embalados pela sequência de acções ofensivas e superioridade sobre o adversário, a equipa afecta à Região Militar Sul, cometeu um grave erro de estratégia ao deixar desguarnecida toda a sua área defensiva.
Por isso, os militares da Região Sul viram-se surpreendidos por um contra-ataque da equipa afecta ao Mistério do Interior, quando aos 88´, com as linhas todas subidas no terreno do jogo, o adversário neutraliza uma investida ofensiva.
De imediato parte para um contra-ataque rápido que apanha o guarda-redes Kiss diante de Filipe e Pedro, avançados do Interclube, que através de troca de passes, num dois contra um, ultrapassam a última unidade do Desportivo e com a baliza desprotegida, com a maior frieza, Pedro fez o golo da igualdade.
O tento do Interclube penalizou a equipa de casa, que após suportar a avalanche ofensiva e o domínio adversário na primeira parte, revelou-se incapaz de controlar a vantagem que tinha no marcador fruto do tento rubricado aos 78´ pelo camaronês Lionel.
Pior, os comandados de Mário Soares dormiram à sobra da vantagem mínima e esquecerem-se da obrigatoriedade de transformar inúmeras oportunidades em golo de modos a atrair margem de manobra e tranquilidade.
Do outro lado, apossados pelo cansaço resultante do esforço físico num clima de altitude para quem vem de regiões do litoral situadas a dois mil metros ao nível do mar, tal como reconheceu o técnico Paulo Torres, os polícias da capital revelaram maturidade e experiência na adversidade.
Assim, fiéis a sua estratégia pautada num futebol que privilegia saídas rápidas “perpetradas” por Paty e Mano, o Interclube viu coroado o sacrifício, labor, crença e determinação com o golo da igualdade.