Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Desportivo pronto para o Maquis

02 de Abril, 2017

o Clube Desportivo da Huíla que hoje defronta em casa, o Bravos do Maquis

Os militares da Região Sul, comandados agora tecnicamente por Mário Soares tiveram uma pre-época titubeante e assumiram o risco de ganharem forma na competição, atendendo ao facto de não terem realizado jogos de controlo para aprimorar a capacidade competitiva.

A provar  isso, foi o facto de, repetidas vezes o seu técnico de se ter queixado por causa deste quesito atendendo as profundas razões financeiras que hoje impera em quase todas instituições do País. No inicio da época vários clubes foram à  Benguela para a realização dos respectivos estágios de preparação jogos de controlo.

Por razões sobejamente conhecidas, o Desportivo da Huíla não conseguiu sair do Lubango e, por essa razão, realizou a sua preparação localmente não tendo tido, por isso, adversários competentes para aferir, naquele período, os seus níveis e capacidade competitivas.

Ainda assim, \"aventurou-se\" em determinada altura ir a  Benguela efectuar dois jogos. Saiu por volta das 4 Horas da manhã da cidade do Lubango, chegou às 8, repousou uma hora, às 9 jogou diante do 1º de Maio (perdeu, por 2-0) para no período da tarde, por volta das 15, defrontar a Académica do Lobito, perdendo, por 3-1.

Acto continuo, por volta da 19 Horas, empreendeu viagem de regresso, tendo chegado ao Lubango às 23 horas. bastante cansativo. Tudo porque a equipa tinha dificuldades financeiras em pernoitar na capital benguelense.