Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Desportivo refora capacidade tcnica

08 de Junho, 2017

Mrio Soares deslocam-se provncia de Benguela, para efectuar jogos de controlo com o 1 de Maio local e com a Acadmica do Lobito.

Fotografia: Jornal dos Desportos

A equipa técnica do Desportivo da Huíla trabalha no reforço da capacidade técnica e competitiva do plantel, com o objectivo de conferir ao grupo níveis que permitam mais pontuação possível na segunda volta do Girabola Zap 2017, para assegurar a permanência na prova.Mário Soares, técnico principal da equipa, referiu que o trabalho em curso visa formar um conjunto competitivo e coeso, com a perspectiva de superar os 16 pontos obtidos no primeiro turno do campeonato.

“Temos a perspectiva de realizar uma segunda volta ainda melhor que a primeira, e fazer do plantel uma boa equipa, coesa em todos aspectos, e com sectores muito mais equilibrados. Estamos a trabalhar para superar os números da primeira volta, e obter mais pontos para nos mantermos na primeira divisão. Queremos crescer todos os dias, a perspectiva é essa”, sublinhou.

O técnico assegurou, que o plantel para a segunda volta, é construído em função da realidade financeira do clube. Fez perceber que o Desportivo não realiza grandes contratações. Deste modo, as atenções estão viradas para o 1º de Agosto, de onde pode vir um médio trinco (posição 6) para reforçar o sector em que o treinador manifesta mais preocupação.

“Perspectivamos formar um plantel de acordo com o que é a nossa realidade, o capital financeiro do clube, e estamos a conseguir. Aguardamos por um médio trinco, posição 6 que pode vir do 1º de Agosto. Conheço bem o atleta e pode ser uma peça importante. Por outro lado, pretendemos fazer a gestão do plantel com a entrada de um ou outro jogador”, destacou.

A equipa afecta à Região Militar Sul trabalha, desde a última jornada da primeira volta, com uma curta pausa de poucos dias concedida aos atletas. O plano de trabalho, virado para a vertente técnica, táctica e competitiva, inclui à realização de jogos amigáveis.Na capital huilana, a formação testa frente equipas do Girabola, como o Kabuscorp do Palanca que realiza o estágio no Lubango, e outras. No próximo fim-de-semana, os comandados de Mário Soares deslocam-se à província de Benguela, para efectuar jogos de controlo com o 1º de Maio local e com a Académica do Lobito.