Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Desportivo revela vontade de vencer

BENIGNO NARCISO, NO LUBANGO - 14 de Maio, 2017

Mário Soares pretende equipa equilibrada nos três sectores

Fotografia: Kindala Manuel- Edições Nouvembro

O técnico do Desportivo da Huíla, Mário Soares, manifestou a vontade de vencer, neste domingo, o Interclube, no Estádio do Ferroviário, no Lubango, a partir das 15h30,  desafio pontuável para a 14ª jornada do Girabola Zap 2017. O empate moralizador imposto ao Recreativo do Libolo, em casa na última jornada, eleva o estado anímico da equipa. Esse factor é apontado pelo treinador como aspecto catalisador para a conquista de três pontos.

Para o efeito, durante a conferência de imprensa de antevisão ao jogo, Mário Soares referiu que a equipa trabalhou com base nas potencialidades e características do adversário, por formas a anular os pontos fortes dos visitantes, e consequentemente triunfar.

 “Trabalhamos nos pontos fortes do adversário, aproveitamos  o entusiasmo da equipa, fruto do empate com sabor a vitória frente ao Libolo. Essa motivação, algo elevada, nos faz pensar que a equipa está compenetrada nas exigências do jogo e ciente da forma do Interclube jogar, para fazer um bom resultado”, definiu.

O técnico espera por uma equipa equilibrada, nos três sectores, e que as alterações a  operar na equipa com a introdução de um ou outro atleta por indisponibilidade de outros, não belisquem a ambição do grupo. Revelou esperar confiança e resposta positiva da parte dos atletas escalados.

“Quero uma equipa equilibrada, sem desequilíbrios entre os sectores. Trabalhamos para isso. Espero que as mudanças forçadas e aqueles que forem chamados a substituir outros atletas, tenham confiança, estejam a altura para o jogo, de acordo o nosso modelo e ideia de jogo, com isso fazer um excelente resultado”, caracterizou.

Ciente de que não há jogos fácies, Mário Soares revelou dificuldades nos prognósticos. Justificou que o adversário pratica bom futebol, com mobilidade no meio -campo, municiado por extremos rápidos que procuram surpreender dentro da área contrária. “Esperamos por um jogo difícil e complicado. O Inter está a praticar bom futebol, com muita mobilidade e um meio -campo muito móvel, extremos rápidos que procuram o factor surpresa dentro da área contrária”, previu.

Joãozinho, autor do golo do empate diante do Libolo, e Muenho saíram lesionados do jogo, Chiwe, Kumaca, Belito e Dadão Bile  recuperaram das enfermidades, desfalcam a equipa. Em sentido contrário, Bruno reintegrou o grupo sem limitações após falhar os dois últimos desafios, entra nas contas da equipa técnica para o jogo.

As ausências consideráveis foram minimizadas pelo técnico. “Os solicitados dão confiança para substituir os outros, que por força maior, estão impossibilitados. Há lugar para jogadores e não jogadores com lugares. Mesmo com essas ausências, esperamos uma equipa com ambição”, minimizou o técnico que mantém o foco na conquista dos três pontos necessários para atingir aos 16 pontos, menos do estipulado como meta pela direcção do clube, para o primeiro turno da prova.