Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Diamantferos esto motivados

Armando Sapalo -Dundo - 16 de Março, 2016

Sagrada vai defrontar o ASA sem quatro influentes jogadores qu

Fotografia: Jornal dos Desportos

Os jogadores do Sagrada Esperança estão motivados depois do triunfo no último sábado diante da Liga Desportiva do Maputo, referente à primeira mão da segunda eliminatória da corrida à fase de grupos da Taça da Confederação, para obtenção de um bom resultado no desafio desta tarde às 15h30 no Estádio dos Coqueiros ante o ASA para a abertura da quinta jornada do Girabola Zap 2016.

A vontade dos lundas em  obter um bom resultado no desafio de hoje ficou patente na sessão de treino de ontem realizado no Dundo horas antes da viagem para Luanda, em que a nota dominante foi o pouco esforço como forma de salvaguardar a condição física dos atletas, que no sábado voltam a defrontar a formação da Liga Desportiva do Maputo para o jogo da segunda mão da eliminatória à fase de grupos da Taça da Confederação.

A direcção do clube diamantífero tinha perspectivado a possibilidade do adiamento da partida de hoje que não aceite pela turma aviadora, mas isso não vai ser motivo para que o Sagrada Esperança não faça um bom jogo. Aliás diante deste cenário, os lundas estão obrigados a montar uma estratégia que permita fazer uma gestão racional do plantel, sobretudo no capítulo físico para conseguir um resultado positivo com o ASA.

Os diamantíferos dizem  estar em prontidão para mostrarem resistência às contrariedades impostas pelo calendário da época, por isso tudo vão fazer para “ garimpar” pontos nos Coqueiros diante dos aviadores, que atravessam inúmeras dificuldades financeiras com anúncio da possível perda de apoios por parte do seu principal patrocinador (Taag).

Nas hostes dos  lundas reina a convicção de que a maratona de jogos que realizam na época pode ser a sua “arma mortífera”.
O Sagrada vai defrontar o ASA sem quatro influentes jogadores que se encontram lesionados, o defesa central Seth, o lateral Denílson, o médio Bugos e o avançado Lelas.
ARMANDO SAPALO - DUNDO

 FALTA DE SOLIDARIEDADE
Treinadores decretam "black out"


A equipa técnica do Sagrada Esperança está desapontada com  a postura dos jornalistas na Lunda Norte, devido à maneira como têm relatado a prestação dos diamantíferos no Girabola Zap 2016 e na Taça da Confederação, soube o Jornal dos Desportos de uma fonte do clube.

A situação levou a equipa técnica a decretar "black out", divórcio que não se sabe por quanto tempo, segundo a fonte  começou na partida da primeira mão das preliminares de acesso à fase de grupos da Taça da Confederação em que a equipa angolana perdeu no Dundo com o Ajax Cape Town, por 2-0.

Em função do resultado negativo naquele jogo, a equipa técnica diamantífera considerou que a avaliação dos jornalistas foi desfavorável ao conjunto e demonstrou falta de solidariedade, apoio, valor e sobretudo patriotismo em torno do embaixador angolano na competição africana.

De acordo com a fonte, a equipa técnica do Sagrada Esperança observou que naquela altura poucos acreditaram na equipa e a comunicação social insistentemente veiculou a informação ao público que os lundas iam sofrer uma goleada no jogo da segunda mão na África do Sul.

Os treinadores do Sagrada Esperança estão profundamente desapontados com a imprensa, porque a forma como abordam a prestação e os resultados da equipa em nada ajudam a lutar por resultados positivos.

“Tem sido uma Comunicação Social, tendencialmente sádica com o Sagrada Esperança, ninguém valoriza o árduo trabalho que está a ser desenvolvido pela equipa técnica, por isso ninguém quer mais falar convosco” , atirou.

A situação agudizou-se  no desafio da primeira jornada do Girabola Zap 2016, em que a equipa treinada por Zoran Maki perdeu na deslocação à Huíla com o Desportivo local, aliada à derrota frente ao Kabuscorp para a terceira jornada e à exibição na primeira parte do jogo com a Liga Desportiva do Maputo.
ARMANDO SAPALO - DUNDO