Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Diamantferos tm misso espinhosa

Betumeleano Ferr?o - 10 de Setembro, 2017

Esta tarde os militares da Regio Sul recebem o Sagrada Esperana

Fotografia: Jornal dos Desportos

Os militares têm a altitude do seu lado e nada muito pouco mais, assim vão esperar que os diamantíferos estejam intermitentes, essa pode ser uma das soluções ideais para conseguir prevalecer no final dos 90 minutos contra uma equipa generosa demais com os adversários, por gostar de jogar de forma aberta.

A fase do lucro chegou mais cedo para os diamantíferos esta época, a despromoção desde a primeira volta que se tornou coisa do passado. O bom percurso do Sagrada Esperança é capaz de continuar a dar frutos, é possível que no Ferrovia os lundas voltem a brilhar, como muitas vezes tem acontecido.

O Desportivo da Huíla costuma terminar alguns jogos caseiros em superioridade numérica, por causa do seu maior ascendente em campo.

A maneira como o Sagrada Esperança gosta de se esticar em campo vai manietar a ambição dos militares de tentar se apoderar do comando do jogo.

Bom duelo em perspectiva acontece igualmente no Mártires da Kanhala no Huambo. Duas horas do clássico, ou seja, às 15h00, o Clube Recreativo da Caála (CRC) e o Progresso Sambizanga disputam um jogo de prognóstico imprevisível, muito por culpa da intermitência dos sambilas. A facilidade com que alternam o bom com o mau faz com que haja sérias dúvidas daquilo que a equipa de Kito Ribeiro vai ser capaz de fazer no reencontro com David Dias.

Ninguém quer diminuir o CRC, mas se o Progresso for competitivo como quando tem vontade, a lógica é capaz de aparecer em campo para prestigiar a equipa que do ponto de vista teórico reúne mais requisitos para somar 3 pontos.