Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Dirigentes e jogadores exaltam a conquista

Jorge Neto - 20 de Maio, 2019

Dirigentes e jogadores do 1 de Agosto reagiram de forma emocionante conquista do tetracampeonato

Fotografia: Vigas da Purificao | Edies Novembro

Dirigentes e jogadores do 1º de Agosto reagiram de forma emocionante à conquista do tetracampeonato. Ontem, após a vitória de 1-0, diante do Kabuscorp do Palanca, justificaram que o feito deveu-se ao espírito de entrega do  grupo e à crença na vitória que norteou todos.   

O Chefe de Estado Maior do Exército e Presidente da Mesa da Assembleia Geral do 1º de Agosto, General de Exército Egídio de Sousa Santos, disse que todos  foram importantes para se alcançar este êxito.

\"Estamos muito felizes com mais este título. Foi uma competição bastante difícil, mas felizmente os jogadores e equipa técnica souberam suportar a pressão e atingir o objectivo. Todos tiveram a sua participação nessa conquista por isso, não posso individualizar porque os títulos são colectivos\", reagiu o dirigente.

Carlos Hendrick, por seu lado, confirmou a meta traçada pelo clube no início da época e já está-se a pensar na próxima edição da competição e numa nova conquista, aliada ao troféu da Taça de Angola, onde terão pela frente o arqui-rival na quarta-feira.  

\"De facto era isto que nós pretendíamos. Conseguimos atingir o tetracampeonato, agora vamos nos focar no pentacampeonato. Sabíamos que seria difícil, mas temos um bom grupo que consegue ultrapassar as adversidades que enfrenta. \", rematou.    

O capitão Dany Massunguna liderou o grupo a mais uma conquista e mostrou-se feliz pelo i quarto título consecutivo alcançado pelos agostinos. \"Foi uma conquista muito difícil, mas tivemos o mérito de terminar o campeonato sem derrota e os nossos adeptos estiveram sempre connosco.\", destacou o defesa central, que marcou três golos na prova.

Pela primeira vez na carreira o avançado Mabululu sagrou-se melhor artilheiro do Girabola Zap, com 14 golos, e atribuiu o feito aos seus colegas e a todo o grupo de trabalho que confiou nele.

\"A concorrência foi muito forte, mas graças aos meus colegas e a equipa técnica consegui me enquadrar bem na equipa e fazer golos que tanto gosto. Sabia que vinha para um grande clube e que teria de trabalhar muito e felizmente consegui. Dedico o título a Deus, a minha família, a direcção do clube e aos nossos adeptos\", destacou.

O guarda-redes menos batido da competição, com 9 golos, Tony Cabaça, também exteriorizou as suas emoções aquando da celebração.\"Tenho de agradecer a todo o grupo de trabalho, a minha família, a direcção do clube e aos nossos adeptos pelo apoio que nos deram e dizer que vamos continuar a trabalhar para dignificar este emblema. \", finalizou.