Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Doctor Lami e Amaro brilham nos Coqueiros

Manuel Neto - 19 de Fevereiro, 2017

A equipa de Filemon entrou mais pressionante e aos 53 e 56 minutos, fez dois golos por Lami e Amaro

Fotografia: Jornal dos Desportos

A ousadia e determinação do Kabuscorp do Palanca nos minutos inicias do jogo, de outra forma não podia ser, pois jogada na condição de líder do campeonato, valeram três pontos à equipa no duelo diante do Desportivo da Huíla. Ou seja, os comandados de Romeu Filemon cedo procuraram surpreender o adversário e por pouco não chegaram ao golo quando aos 9 minutos, Jaques na cara do guarda-redes não teve o discernimento necessário para bater Nuno.

O Desportivo reagia com muita acutilância. O sector intermédio dos militares da Região Sul conseguiu sobrepor-se  ao dos palanquinos que ficavam sempre sem espaço para municiar o ataque. Por esta razão, o Kabuscorp procurou superar o adversário com jogadas individuais, protagonizadas por Lami e Amaro, mas sem sucesso, porque os huilanos estavam  bem organizados no meio campo.

Não obstante a postura defensiva demonstrada, os visitantes ainda tiveram algumas oportunidades para visar a baliza dos palanquinos, não fosse os falhanços clamorosos evidenciados pelos seus atacantes.

Desesperados com o nulo no marcador, os contendores que não se conformaram com o nulo no placard, apareceram com outra postura na segunda parte, principalmente o Kabuscorp do Palanca. A equipa de Filemon entrou mais pressionante e aos 53 e 56 minutos, fez dois golos por Lami e Amaro, nas duas jogadas, ambos fizeram o passe ao marcador.

O Kabuscorp bem poderia ter chegado aos 3-0, caso Mongo não falhasse o penálti, aos 52´, após defesa de Nuno. 

Mesmo em desvantagem no marcador, os militares huilanos não baixaram os braços e marcaram o golo de honra aos 73´, por Kembua, de cabeça, num excelente gesto técnico.