Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Domant deixa posto de lanterna

Augusto Panzo - 01 de Junho, 2015

A partida comeou com alguma bravura da parte do ASA que a jogar em casa contava com o apoio dos seus exigentes adeptos

Fotografia: Jos Cola

Aequipa do ASA consentiu ontem, no Estádio dos Coqueiros, uma derrota de 3-2 diante do Domant FC do Bula Atumba, numa das partidas que marcou o encerramento da primeira volta do Girabola de 2015, cujo resultado final serviu para o conjunto do Bengo abandonar, ainda que de forma provisória, a última posição da tabela geral de classificação.

Os golos do desafio foram apontados por Guelor, ao primeiro minuto do jogo, e Dany, aos 44´, isto, da parte do ASA, enquanto que Cabibi I, aos 17´, David, aos 24´e Kaká, aos 65´, o fizeram pelo Domant FC.

A partida começou com alguma bravura da parte do ASA, pois, a jogar na condição de anfitriã, entrou bastante determinada em vencer a contenda e a fazer jus desse pensamento, conseguiu o primeiro golo do jogo logo no primeiro minuto da partida, por intermédio do seu atacante Guelor.

O referido tento assustou os visitantes, mas não abalou a sua estrutura, tendo em conta a espinhosa missão que tinha, de tentar conquistar os três pontos em causa, para fugir do último lugar da fila e buscar a reaproximação com os seus adeptos.

É assim que, mesmo a jogar ainda com alguma timidez, o Domant FC conseguiu ao golo de empate aos 17´, lançando-se depois em busca do segundo tento, que acabou por acontecer à passagem do 24º minuto da contenda.

Com o segundo golo apontado pelo Domant FC o ASA começou então a ver as coisas complicadas para o seu intento, mas não arreou as mangas, atirando-se corajosamente na busca do tento da igualdade, que acabou por surgir já no declinar do tempo inicial, obrigando os dois contendores irem para o intervalo empatados a dois golos.

De regresso os dois treinadores mantiveram a mesma estrutura da primeira parte, fazendo as devidas mexidas nos momentos exactos, mas a formação vinda do Bengo foi mais feliz, porque conseguiu bloquear a avalanche ofensiva aviadora, pese embora algumas oportunidades de golo desperdiçadas.

Guiado pelo espírito de não terminar a primeira volta sem alcançar o quarto triunfo, o Domant FC acertou as agulhas no terreno, e voltou a colocar o placar a seu favor no minuto 65´, num portentoso remate de Kaká, na cobrança de um livre directo a meio do meio-campo adversário, resultado que prevaleceu até ao apito final de José Álvaro.


ARBITRAGEM
Trabalho limpo


O árbitro José Álvaro efectuou um bom trabalho ontem no Estádio dos Coqueiros, onde foi indicado pelo Conselho Central de Árbitros de Futebol da FAF, para ajuizar a partida entre o ASA e o Domant FC do Bula Atumba, referente à 15ª jornada, última da primeira volta. Mostrou nove cartões amarelos e um vermelho, em função do próprio comportamento dos jogadores em campo, não tendo por isso influência no resultado final. À semelhança deste, os seus assistentes Pedro Nguelenguele e Estanilau Guedes também estiveram em bom plano.


Melhor
Grande Matamba 


O lateral esquerdo Matamba, que entrou a jogar na condição de titular na equipa do Domant FC do Bula Atumba, foi a melhor figura em campo, pela forma como conseguiu se impor ao longo do jogo. Com muita coragem, o jogador que se estreou como titular e totalista dos 90 minutos, soube desempenhar o papel a si incumbido, deixando mostra de que será um jogador indiscutível na primeira linha do conjunto do Bengo. 


OPINIÃO DOS TÉCNICOS


Roberto do Carmo  (ASA)
"Falhámos todos os lances"

"Falhámos todos os lances que foram cruciais, aconteceu, uma vez, duas vezes, é muita falha, o mais importante é que temos algumas coisas positiva e negativas que vamos corrigir para o futuro do ASA, para equilibrar a equipa. Vamos assinar contrato para a segunda volta, estamos a trabalhar internamente para tal.


Manuel de Oliveira ( Domant FC)
"Fizemos bom trabalho"


"Fizemos bom trabalho ao longo da semana, vínhamos de uma derrota diante do Interclube, superamos as falhas que cometemos e sabendo que contra o ASA a estratégia era importante resultar, preciso para dar animo para a segunda volta onde já não podemos cometer faltas que comprometam os objectivos"