Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Domant espera surpreender Sporting

Augusto Panzo - 02 de Maio, 2015

Domant FC precisa de recuperar a simpatia dos seus adeptos

Fotografia: Jornal dos Desportos

O técnico do Domant FC de Bula Atumba do Bengo, Manuel de Oliveira "Nguami", considera bastante difícil o jogo desta tarde, às 15h00, no Dundo, diante do Sagrada Esperança, mas acredita num desfecho airoso para a sua equipa.

O treinador admitiu que uma vitória no terreno do adversário era um excelente resultado, mas um empate também serve os objectivos da equipa, na medida em que o Domant FC precisa de recuperar a simpatia dos seus adeptos.

"Tal como têm sido as outras partidas, a deslocação à cidade do Dundo é muito difícil, na medida em que o Sagrada vem de uma vitória bem moralizadora de 2-0 sobre o Desportivo da Huíla, no reduto do adversário. Em função disso, o Sagrada Esperança vai querer complicar-nos ao máximo, pois interessam-lhe muito os três pontos", afirmou.

Em função do mau momento que a equipa atravessa, a conquista de um triunfo no terreno alheio é o desiderato que se impõe, para voltar a ganhar a confiança da massa associativa.

"Tendo em conta a nossa actual posição classificativa, não temos outra alternativa, senão lutarmos para um triunfo, porque precisamos de recuperar a simpatia dos nossos adeptos, que infelizmente aos poucos estão a afastar-se do grupo devido ao mau momento que o Domant FC atravessa", adiantou.

Nguami voltou a revelar não entender as razões que estão na base da fase menos boa que atravessam. Lamentou o facto de a equipa não conseguir no mínimo um empate, para pelo menos amealhar um ponto, pois, na sua óptica, os jogadores têm feito o melhor de si durante os treinos, mas pecam sempre nos jogos.

“Continuo a não entender o que se passa com os nossos jogadores, porque eles conseguem cumprir à risca as orientações durante as sessões de treino, mas não fazem o mesmo durante os jogos. É muito complicada e intrigante essa situação, que não encontra explicação plausível”, lamentou.

A equipa segue esta manhã para a capital da Lunda Norte em voo fretado, devendo efectuar uma escala no aeroporto do Lucapa, do qual sai de carro para o palco do jogo, tendo em conta que a pista do Dundo se encontra em reparação.


ONZE INICIAL • DOMANT FC
“Vamos fazer algumas
mexidas no meio-campo”


O sector intermediário da equipa do Domant FC do Bula Atumba tem sido aquele que maior dinâmica tem incutido ao plantel durante os jogos, mas nem sempre suportam a dinâmica dos jogos.

Dotados de bons executores como Cabibi II, Ayala, Cabibi I e tantos outros, infelizmente estes atletas denotam em algumas fases do jogo algum desgaste físico e a pressão recai para a defesa.

Para colmatar estas debilidades, o treinador interino do representante do Bengo no Girabola perspectiva operar algumas mexidas na linha média, com vista a dar-lhe outra dinâmica, capaz de inverter o quadro.

“Vamos fazer algumas mexidas no sector intermediário, porque alguns médios não têm cumprido cabalmente o seu papel. Os seus integrantes começam bem, mas acabam depois por deixar tudo para os defesas. Ao invés de fazer a pressão que se impõe a partir da linha média, para travar o ímpeto atacante do adversário, deixam-se dominar pelos oponentes", criticou.

"A pressão constante sobre a defesa acaba por fazer ceder, o que é mau para a equipa”, reconheceu o também director-técnico do Domant FC. Na visão de Manuel de Oliveira “Nguami”, esse tem sido o motivo fundamental para as constantes derrocadas, porque os atacantes das equipas opostas dão conta dessa fraqueza no meio-campo e aumentam a pressão.

“Isso tem resultado em muita pressão sobre a nossa defesa, porque os adversários apercebem-se que, com o cansaço dos médios da nossa equipa a tarefa fica-lhes facilitada.            
AP