Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Domant quer ganhar em casa para conseguir "sair da cauda"

Augusto Panzo - 26 de Abril, 2015

Domant FC disse estar tudo bem, porque depois da derrota de quarta-feira, os jogadores j conseguiram digerir o acontecido, e para a frente o caminho.

Fotografia: Jornal dos Desportos

A equipa do Domant FC do Bula Atumba defronta hoje a partir das 15H30, no Estádio Municipal do Dande, em Caxito, o Progresso Sambizanga, em partida referente à décima jornada do Girabola. A equipa do Domant FC do Bula Atumba aposta seriamente na conquista dos três pontos hoje, com vista a encetar a busca da reconciliação com o seu público, depois dos três desaires consecutivos que consentiu, um dos quais no seu reduto, naquilo que constituiu a quebra da hegemonia que mantinha no capítulo de jogos caseiros.

Essa intenção ficou bem clara na curta entrevista que o treinador interino, Manuel de Oliveira “Nguami”, concedeu ao Jornal dos Desportos, na qual avança igualmente a disposição dos seus pupilos em ganhar essa partida, de maneira que comecem a encetar a fuga na tabela classificativa.
“Nós não temos outro pensamento senão ganhar esse jogo, porque temos a necessidade de recolocarmos a equipa na senda de vitórias caseiras, de maneira que possamos fazer a reconciliação com a nossa massa associativa, depois dos desaires que tivemos nas últimas jornadas.

Estou em crer que vamos fazer o nosso melhor para conseguirmos esse triunfo, porque os jogadores estão conscientes da tarefa que os aguarda e estão imbuídos do espírito de triunfar esta tarde”, afirmou o treinador. Manuel de Oliveira “Nguami” recordou que a equipa tem feito tudo, naquilo que toca ao desenvolvimento de um bom futebol dentro das quatro linhas, mas lamenta o facto de haver sempre alguma mão invisível, para estragar o serviço dos seus pupilos.

“Quem esteve no estádio na quarta-feira passada pôde ver que o Domant FC não tem problemas em jogar um bom futebol, mas que o grande problema é a mão invisível que está sempre a perseguir-nos. Não preciso ir muito além, para esclarecer sobre o que me refiro, porque todas as pessoas sabem do que estou a falar”, disse. No capítulo psicológico, o treinador interino do Domant FC disse estar tudo bem, porque depois da derrota de quarta-feira, os jogadores já conseguiram digerir o acontecido, e para a frente é o caminho.

“A derrota faz parte do passado. Os miúdos já conseguiram digerir aquilo, apesar de não ter sido fácil, em virtude da forma como as coisas ocorreram. Já despertaram e agora só miram à frente, com o propósito de poderem cumprir a tarefa que lhes cabe, que é de conseguir mais triunfos, visando cumprir os objectivos traçados pela nossa direcção”, revelou.

TREINADOR
Nguami cruza
antiga equipa


A partida entre o Domant FC do Bula Atumba e o Progresso Sambizanga tem outro motivo de relevância, pois marca o reencontro entre o treinador Manuel de Oliveira “Nguami” e a equipa em que serviu como jogador por largos anos, e que o catapultou no mercado futebolístico nacional.
 “Isso constitui uma situação normal para um profissional, porque por um lado está a parte humana, e por outro a profissional. Posso ficar dividido, mas a verdade é que tenho o dever e a obrigação de torcer pela equipa que treino, porque o que fala alto neste tipo de situações é o lado profissional”, disse Manuel de Oliveira “Nguami”. 

O treinador recordou que as amizades são lembradas no fim do jogo, pois, em primeiro lugar está a luta pela conquista dos três pontos e o resto vem depois. “Num caso como esse o saudosismo e outros factores são postos de lado. Primeiro é jogar, porque estão em causa três pontos que nós tanto necessitamos”, sublinhou.

“É igual a ficar entre a espada e a parede, mas antes devo defender os meus interesses”, enfatizou Manuel de Oliveira “Nguami” que começou a praticar futebol profissional no Vitória do Sambizanga, mas foi na formação do Progresso do Sambizanga que se notabilizou e que o catapultou para outros patamares.AP