Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Drbi fardado para definir liderana

Betumeleano Ferro - 12 de Outubro, 2019

Campees procuram manter a supremacia frente aos polcias nos jogos entre si

Fotografia: Edies Novembro

O dérbi 1º de Agosto - Interclube de Angola encerra em grande amanhã a oitava jornada do Girabola ZAP com uma certeza absoluta, a liderança do campeonato vai estar em jogo, porque o campeão pode ser forçado a esforço duplo para vencer e recuperar o estatuto de líder, já que todos os seus perseguidores directos, como a Académica e o Libolo entram hoje em cena e podem, à condição, dormir no topo.
A supremacia dos militares sobre os polícias nunca foi tão nítida como nesse milénio. A rivalidade dura desde o início dos anos 80, mas agora os jogos entre si são disputados ao sabor rubro-negro. A equipa de Dragan Jovic terá tempo de fazer contas e jogar em função dos resultados dos perseguidores.
O 1º de Agosto sabe que não tem margem de erro, ou ganha ou se deixa ultrapassar, ainda mais porque o Interclube pode, em caso de vitória, deixar o seu oponente para trás. Se vai chegar para liderar é outra conversa, o que conta é superar o campeão.
Os militares têm imensas boas lembranças dos derbies com os polícias, mas nem por isso vão adormecer na vantagem que obter. Seja ela grande ou pequena, porque não quer voltar a passar pela situação de anos atrás, quando depois de fugir para 3-0 deixou-se empatar. A equipa do Rocha Pinto sabe que o foco não está neles, porém, vão tentar fazer pela vida para conseguir a pontuação máxima para acabar a malapata.
A ronda começa hoje com 5 jogos e o foco vai estar no Libolo - Caála e amanhã no Académica - Santa Rita, porque se houver vitórias caseiras, muda o comando do campeonato. Libolenses podem saltar para o topo com 17 pontos, mais 3 que o D\'agosto.
Este desafio está aprazados para as 15h00, no estádio de Calulo, e a equipa da casa tudo fará para assumir a liderança ainda que a condição, por isso tudo fará para não desperdiçar a oportunidade de se tornar líder do Girabola ZAP.
O Progresso Sambizanga - Desportivo da Huíla, 15h30\' nos Coqueiros, é um jogo a ter em conta, porque os militares afectos a Região Sul estão a espreita de uma escorregadela dos da frente, para subir vários degraus na classificação.
Vencer e aguardar é o lema da formação do Lubango e tudo de bom pode acontecer, mas está dependente dos três pontos. Os sambilas iniciaram o campeonato a mandar recados, mas o preço está alto demais para pagar, e nada garante que os donos da casa serão superiores.
O Petro de Luanda - Cuando Cubango FC é capaz de aquecer o 11 de Novembro, por todas as razões que se podem evocar. O apito soa às 17h30, com os tricolores sob enorme pressão, já que os adeptos ficaram com enormes motivos de queixa do empate na ronda anterior ante o Caála. A equipa tem de reagir, de preferência com vitória e futebol, caso contrário as bancadas vão cobrar como no passado.
Ainda bem que o adversário sabe do estado de espírito dos tricolores, e se conseguir aguentar durante um bom tempo é capaz de enervar os adeptos do Petro e estes vão começar a pressionar os seus atletas, uma situação capaz de proporcionar o que os forasteiros precisam para surpreender.
As chances de jogar de peito aberto são nulas. As vezes acontecem dias maus, é verdade, mas se o Cuando Cubango FC perder a humildade e tentar se abrir todo, é capaz de sofrer golos e perder.
O Sporting de Cabinda está de longe melhor do que o Ferrovia do Huambo. Os leões podem rugir no Tafe a partir das 15h00, porque o adversário, além de acessível, está apertado de todos os lados. Até agora os ferroviários ainda não justificaram porque vieram no campeonato, uma nova derrota é normal.
Uma situação idêntica pode acontecer no Mundunduleno, no FC Bravos do Maquis - 1º de Maio. Prever um jogo de sentido único seria arriscar demais, mas quando o jogo iniciar às 15h00, poucos vão ter dúvidas de que um desaire maquisarde vai ser surpresa, porque esses proletários estão sem voz.
No Buraco os estudantes , os estudantes sem qualauer pressão, mas com os ouvidos e os olhos pontos no comando esperam vencer os católicos.
A subida do Wiliete de Benguela está a mexer com os adeptos locais e os resultados são aceitáveis, sobretudo em casa, então que ninguém se assuste se o Sagrada Esperança tropeçar no O\'mbaka, no jogo marcado para amanhã as 15h00. Em situação normal os lundas seriam favoritos, mas mal como estão...