Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Elefantes trabalham determinados

Jlio Gaiano, em Benguela - 23 de Agosto, 2012

Fotografia: Jornal dos Desportos

O técnico principal do Nacional de Benguela, Luís Mariano, manifestou-se ontem confiante na conquista dos três pontos no jogo do próximo sábado, às 15h30, no Estádio de São Filipe, diante do FC Bravos do Maquis, pontuável para a 23ª jornada do Girabola. Luís Mariano assegurou que o grupo tem criadas as condições materiais e psicológicas para realizar uma boa partida e vencê-la, embora preveja imensas dificuldades, pois vai ter pela frente um adversário experiente.

“Estamos cientes de que vamos realizar uma partida difícil e complexa, em função daquilo que a mesma representa para as duas equipas. Tanto nós quanto eles pretendemos ganhar, para nos livrarmos da zona da despromoção. Por isso, não vai ser fácil, mas, a jogar em casa, e diante do nosso público, cabe-nos tomar a iniciativa e mandar no jogo”, disse. O brasileiro, que substituiu o angolano Lito Granada no comando técnico dos elefantes, entende que os seus jogadores devem encarar o desafio com a máxima responsabilidade e interesse, e por isso está a arquitectar uma equipa forte e determinada para o referido embate.

“A entrega dos jogadores é grande e a vontade de vencer ao Maquis é ainda maior. Só isso anima-nos para encararmos o desafio com optimismo, claro, de forma moderada”, concluiu. Desde segunda-feira, dia em que arrancaram os trabalhos da semana, a equipa técnica liderada por Luís Mariano tem privilegiado, nas sessões de treinos, as componentes técnica, táctica e psicológica.

ESTABILIDADE
O momento de estabilidade que a equipa atravessa é aproveitado pelo técnico para incutir no grupo o espírito de vitória e pôr fim ao cepticismo que, por muito tempo, tomou conta dos atletas e da equipa de uma forma geral. Pelo que nos foi dado a observar nos treinos de ontem, o ambiente é diferente. Todos querem mostrar ao técnico o seu real valor. Aliás, nem mesmo o bi-diário tem incomodado os jogadores.

NACIONAL
Equipa almeja
sair do “buraco”

O adversário do Nacional de Benguela da próxima jornada, FC Bravos do Maquis, ao contrário dos elefantes, que empataram (0-0) na ronda passada, no Dundo, diante do Sagrada Esperança, fez o pleno em casa e somou os três pontos, no confronto diante do Recreativo da Caála, por 2-1. Em função destes resultados, as duas equipas estão distanciadas por 14 pontos, com os maquisardes na sétima posição, com 29 pontos, e os elefantes na 16ª (última) na tabela da classificação geral, com 15.

Em caso de vitória no próximo sábado, em Benguela, diante da formação do leste, somam 18 pontos, ainda insuficientes para se verem livres da zona vermelha. Ainda assim, ficam melhor do que antes, pois podem alcançar a Académica do Soyo e superar o Sporting de Cabinda, isso em caso de eventual deslize no jogo que realizarem na jornada 23. Ou seja, a Académica do Kwanda-Soyo, 14º classificado, com 18 pontos, recebe o Sagrada Esperança, oitavo, com 28, ao passo que o Sporting de Cabinda, 15º, com 16 pontos, desloca-se a Luanda para defrontar o “irrequieto” Progresso Sambizanga, nono, com 28. JG

CAMAMA
Técnico minimiza antecipação dos treinos


O treinador santista minimizou ontem a antecipação das sessões de treino no viveiro do 11 de Novembro, das 9h30 para as 7h30, embora o jogo frente aos militares aconteça às 17h00. Luís Quintas afirmou que foi a alternativa encontrada para manter a equipa em condições de enfrentar o 1º de Agosto. “A selecção de Sub-17 está a trabalhar neste mesmo local à hora que trabalhávamos e, para não complicar o nosso programa de preparação, preferimos antecipar para duas horas antes. Acredito que esta alteração em nada vai afectar o nosso desempenho, até porque o jogo vai acontecer ao fim da tarde”, referiu.

O nosso interlocutor pediu calma à massa associativa do Santos e prometeu uma equipa aguerrida e a disputar os três pontos com o 1º de Agosto, já que a equipa procura não ceder mais pontos nesta fase do Girabola. “Temos tudo precavido e acredito que esta mudança não vai afectar o nosso desempenho no jogo de domingo, uma vez que, até ao momento, o clima em Luanda está agradável, razão pela qual endereço uma mensagem aos nossos adeptos para se manterem calmos”, declarou o treinador santista.

SANTOS FC
Luís Quintas anuncia melhorias


O técnico do Santos FC, Luís Quintas, assumiu ontem que o actual momento da sua equipa não é dos melhores, mas garantiu que o grupo tudo vai fazer, nos próximos jogos, a começar já pela visita ao 1º Agosto, para melhorar e dar a volta por cima. A turma santista pretende, além de evitar a perda de mais pontos, melhorar a qualidade do jogo e a postura dos atletas em campo, e retirar dividendos dos erros dos adversários, o que não tem acontecido. “Estamos a trabalhar para que, na partida de sábado diante do 1º de Agosto, a equipa tenha outra atitude”, disse o técnico, que anunciou um Santos diferente no 11 de Novembro.

“Temos capacidade para realizar bons jogos e bons resultados. Somos um grupo humilde e que trabalha bastante para alcançar os objectivos traçados.Temos muitos bons profissionais, experientes e optimistas para vencermos qualquer adversário e nos mantermos tranquilos no Girabola, mas, por vezes, cometemos muitos erros”, afirmou. Quanto à postura a adoptar nos jogos que faltam no Campeonato, de modo a fugir da 11ª posição em que se encontra, o treinador da equipa do Morro Bento limitou-se a dizer que o grupo “precisa de trabalhar bastante”, pois, “só assim podemos cumprir a meta traçada”.

“Quando estamos em campo, sabemos bem daquilo que queremos e, por isso, continuamos firmes nas nossas pretensões. Estamos convictos de que é possível levar a nossa equipa a este grande desafio”, defendeu. Luís Quintas admitiu que o desafio que tem pela frente não será fácil, “independentemente da grandeza e respeito que temos com os adversários, estou convicto que a nossa vontade e determinação vai suplantar todas as contrariedades”, finalizou. Para visita ao 1º de Agosto, o técnico disse que o objectivo principal é contrariar ao máximo o favoritismo dos anfitriões e pontuar. “Vai ser um jogo difícil, já que o adversário precisa de vencer para alcançar os seus objectivos, tal como a nossa equipa”, concordou.
HERMÍNIO FONTES