Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Emoes esto de volta

09 de Julho, 2015

Desportivo da Hula encara com responsabilidade a inteno de pontuar

Fotografia: Jornal dos Desportos

O Desportivo da Huíla, sob comando do técnico Ivo Traça, cumpre hoje de manhã, no Estádio de Nossa Senhora do Monte, mais uma sessão de treino na esteira da preparação para o desafio de amanhã,  em Luanda, com o Benfica, pontuável para a 16 ª jornada do Girabola.Ivo aproveita para traçar a estratégia a utilizar no confronto da primeira jornada de segunda volta e não faltam, de certeza, as correcções que se impõem e o aprimorar dos aspectos defensivos e ofensivos.

O técnico pretende marcar e não sofrer, porque “só desta forma se ganham os jogos”. Durante a prolongada pausa do Girabola 2015, de cerca de 40 dias, os militares da Região Sul aproveitaram o defeso e realizaram alguns jogos de controlo.Primeiro foi diante do Sagrada Esperança, a quem  venceram por 2-0, depois com misto do Namibe que ganharam por igual “score”. O Petro de Luanda foi o adversário seguinte que o Desportivo venceu por 1-0 e na terça-feira fechou o ciclo de jogos, venceu o Benfica do Lubango por 2-1.

Em quatro jogo, a equipa marcou sete golos e sofreu um . Uma safra que deixa o técnico Ivo Traça satisfeito, por causa do entrosamento que nota do sector defensivo e a eficácia que demonstra o ataque com o intrépido Chiquinho a sobressair.Embora, Ivo Traça reconheça a diferença dos jogos de controlo e a competição a “doer,” conseguiu tirar ilações,  ao ponto, de mostrar-se confiante na campanha da equipa neste segundo turno.

SURPREENDER

O Desportivo da Huíla encara o desafio com extrema responsabilidade e com intenção de não perder o jogo, que vai disputar amanhã, em Luanda, diante do Benfica local. A equipa comandada por  Ivo Traça vem a Luanda, disposta a contrariar o favoritismo dos donos de casa, que terminaram a primeira volta em alta e pretendem surpreender os grandes nesta etapa complementar da competição.

O técnico reconhece o valor dos encarnados e a competência do seu treinador, mas de acordo com Ivo Traça,  isso não chega para refrear as nossas apetências “em fazermos um bom resultado em Luanda, que passa, necessariamente, em não perdermos”.A equipa trabalha, persistentemente, nos aspectos tácticos para, de uma forma inteligente, explorar os pontos fracos do adversário e dessa forma, “tentar uma gracinha” à águia,  no seu próprio ninho.

LESÕES
Tchitchi e Elísio trabalham limitados


O médio ofensivo Tchitchi e o lateral direito Elisio, que padeciam de lesões, que os afastaram durante um largo período dos relvados, estão agora recuperados e trabalham sem limitações na equipa do Clube Desportivo da Huíla.Ambos, entram no leque de opções dos atletasa serem chamados a defrontar o Benfica de Luanda, amanhã, na capital do País,  pontuável para a primeira jornada da segunda volta.

Tchitchi luta para reconquistar a titularidade no “miolo” do terreno, enquanto o persistente Elísio procura uma brecha no “onze”, cujas possibilidades aumentam com a indisponibilidade do lateral esquerdo Bruno, lateral que vai estar de fora por castigo federativo.
Ainda com vigor, o veterano Elísio,  irmão mais velho do goleador dos Palancas Negras Gelson, trabalha com afinco e é um grande exemplo a seguir num plantel onde prolifera muita juventude.
 MC