Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Equipa técnica assume favoritismo

Benigno Narciso - Lubango - 19 de Março, 2017

O técnico-adjunto do Desportivo da Huíla, Hélder Cruz, revelou que a “maratona” de jogos consecutivos disputados à quarta-feira e aos domingos não vai afectar o desempenho da equipa no desafio desta tarde, em Benguela, diante do 1º de Maio

Fotografia: Santos Pedro

“Estamos aptos e preparados para todas as eventualidades. A sucessão de jogos em nada afecta o desempenho da nossa equipa. O plano de treinos está definido para preparar uma equipa capaz de superar sobressaltos e jogos seguidos, a meio da semana, ou seja, à quarta e ao domingo”, elucidou.

Ciente do grau de dificuldades a enfrentar na deslocação à Benguela, o adjunto de Mário Soares, que falava em conferência de imprensa, sexta-feira, na sede do clube, na antevisão ao desafio, admitiu estarem preparados.

Justificou o grau de dificuldades pelo facto de o adversário jogar em casa e ter objectivos semelhantes, aliado ao facto e virem de uma derrota na jornada anterior.

“Será um jogo muito difícil, tendo em conta que vamos jogar com uma equipa que tem os mesmos objectivos. Infelizmente vem de um resultado negativo e isso vai tornar as coisas mais difícil para nós, porque vão querer demonstrar que têm equipa para vencer principalmente frente aos seus adeptos”, anteviu Hélder Cruz.

Contudo, numa clara demonstração de cautela e ambição, frisou que o objectivo é vencer. “Vamos com todas as cautelas, respeitando o adversário.

Mas a equipa vai para ganhar. Jogar contra equipas do nosso campeonato e com os mesmos objectivos na prova, a intenção é sempre jogar com o propósito de vencer, quer seja em casa quer seja fora. Respeitamos o adversário, mas vamos para fazer um bom jogo e conquistar os três pontos. Esse é o nosso objectivo”, reforçou.

Com apenas uma baixa no plantel, Hélder Cruz realçou que a equipa técnica vai apostar num onze no máximo da sua força. A indisponibilidade física do médio Milton constitui a única baixa, sem contar com a já “habitual” do camaronês Bongó, que continua entregue ao departamento médico desde a sua contratação no início da presente época.

“O Milton é a única baixa, com excepção de Bongó que veio com uma lesão e está no quadro médico. Esperamos essa semana uma resposta para que possamos contar com o Bongó na próxima jornada. Era nossa intenção que ele estivesse já integrado no grupo, pois, sabemos das suas qualidades, mas infelizmente ainda não nos foi cedido para integrar a parte prática”, relatou.