Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Equipas preparam despedida do Girabola

Jorge Neto - 23 de Outubro, 2009

Camisola nmero 5 do Petro de Luanda continua lesionado

Fotografia: Jornal dos Desportos

Centrais Locô e Sérgio falham o último jogo Tricolores regressam ao trabalho hoje à tarde, no Catetão.
Os centrais Locô e Sérgio voltam a desfalcar a equipa do Petro Atlético de Luanda no desafio do próximo domingo, às 15h30, no Luena, diante da formação do FC Bravos do Maquis, referente à última jornada da XXXI edição do Girabola.
Ainda assim, os referidos atletas vão viajar com os seus colegas para a capital do Moxico, para presenciarem o fecho do Campeonato e participarem na grande festa que os tricolores vão fazer em casa dos maquisardes.
Locô lesionou-se numa sessão de treinos da equipa, antes do desafio diante do ASA, depois de ter falhado a partida contra o Kabuscorp do Palanca por acumulação de cartões amarelos. O atleta não tem treinado, pois anda com a ajuda de canadianas, para evitar forçar a perna direita.
O central Sérgio, por sua vez, continua receoso em jogar. O jogador teme uma recaída, em função da lesão que o afastou dos relvados há mais de três jogos. O atleta referiu ao Jornal dos Desportos que poderia ter jogado na partida diante dos aviadores, mas não foi necessário devido ao facto do segundo classificado do Campeonato, Benfica de Luanda, ter perdido frente ao 1º de Agosto, situação que originou a conquista antecipada do título pelos petrolíferos.
Desse modo, Bernardino Pedroto preteriu a utilização do central Sérgio, preferindo dar oportunidade aos jogadores menos utilizados (Humberto e Carlão) para fazerem gosto ao pé na competição.

TREINO À TARDE

Kassoma e Carlão estão a lutar por uma vaga para fazer parelha com o camaronês Etah. O primeiro é o principal candidato a ocupar o posto, por ter mais jogos nas pernas. O central, que habitualmente joga a lateral esquerdo na ausência de Yamba Asha, cumpriu castigo federativo na jornada anterior.
Hoje, os tricolores treinam às 15h00, no Catetão, no último treino para o desafio frente aos maquisardes.

D´Agosto almeja vitória
no fecho do Girabola

Os onze pontos de vantagem que separaram o 1º de Agosto da Académica do Soyo ajudam a perceber a diferença competitiva entre as duas equipas. Por essa razão, não há falta de modéstia quando o atacante Bena garante que, no domingo, os militares vão provar aos estudantes por que motivo estão melhor posicionados na tabela classificativa.
“Nós somos favoritos e vamos demonstrá-lo na prática. Temos a obrigação de reflectir isso na nossa maneira de jogar para tornarmos realidade o nosso favoritismo”, enfatizou o avançado militar.
Os militares treinam-se arduamente para juntar acções às suas palavras e tudo se encaminha para a obtenção de um triunfo, na opinião do terceiro melhor marcador do presente Girabola.
“Estamos a trabalhar da melhor maneira possível para traduzirmos em vitória todo o nosso empenho nos treinos”, acrescentou Bena.
Os estudantes fizeram sensação na primeira volta, tendo obtido uma excelente nota, 24 pontos em 13 jogos, mas perderam fulgor na segunda etapa do Campeonato, como elucidam os 12 pontos amealhados até agora. Este acentuado decréscimo de produção da Académica do Soyo também diminui o seu senso de responsabilidade no desafio com o 1º de Agosto.
“Sabemos que a Académica do Soyo não tem muito a ganhar ou a perder neste jogo”, garantiu o avançado rubro-negro.
Embora haja esta convicção, os militares não estão à espera de facilidades, tampouco acreditam num triunfo gordo, como sucedeu diante do Benfica de Luanda. “Todos os jogos são difíceis, porque não existem jogos iguais, mas creio que, com o trabalho que temos vindo a desenvolver durante a semana, podemos arrecadar os três pontos diante da Académica do Soyo”, augurou Bena.
De modo similar, o atacante do 1º de Agosto reafirmou que o moralizante triunfo sobre o Benfica de Luanda elevou os níveis de confiança dos jogadores e quem entrar em campo no domingo vai actuar com a mesma determinação demonstrada no desafio com as águias.
Betumeleano Ferrão