Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Estamos focados nos objectivos

Pedro Augusto - 21 de Fevereiro, 2017

Vitria dos libolenses sobre tricolores garantiu trs pontos equipa tetracampe

Fotografia: Jos Soares

A equipa do Recreativo do Libolo, co-líder do Girabola Zap com o Kabuscorp do Palanca, vai crescer ainda mais, à medida que o campeonato avançar, garantiu no domingo, em Calulo, o treinador Vaz Pinto.

O comandante da equipa técnica do tetracampeão nacional, falava à imprensa momentos depois da vitória (1-0) sobre o Petro de Luanda,  jogo a contar para a segunda jornada do campeonato, referiu que tem muitos jogadores novos no plantel, porque o objectivo é rejuvenescer a equipa, mas mesmo assim, todos estão focados no cumprimento dos objectivos da época. 

"Ainda, estamos numa fase da época muito prematura, a equipa vai crescer, tem jogadores novos. Aliás, esse é um dos objectivos para esta época: rejuvenescer o plantel.

E, é isso que estamos a fazer, muito focados no nosso processo. Mas é óbvio que os resultados depois acabam por influenciar, trazer confiança e acreditar no que estamos aqui a fazer! Mas o importante é isso, mesmo: estarmos focados nos objectivos que traçámos para a temporada", disse.

Questionado à respeito da vitória sobre o Petro de Luanda,  algo que não acontecia para o Girabola desde a época 2009, Vaz Pinto disse ser mérito dos jogadores, pois souberam interpretar bem o pretendido pela equipa técnica.

"Mérito total para o grupo de trabalho. Fizemos um bom jogo, sobretudo, os jogadores interpretaram bem o que se pretendia na primeira parte, onde fomos superiores e julgo que  nessa altura, já merecíamos estar em vantagem", referiu.

O treinador libolense realçou, igualmente, o facto da equipa marcar o golo na etapa mais equilibrada do jogo,  na segunda, e que garantiu os três pontos diante de um candidato ao título.

"A segunda parte foi muito mais equilibrada e dividida, e felizmente, acabámos por fazer o golo numa altura em que as duas equipas pensavam mais em não sofrer golos, do que propriamente, em fazê-los", sublinhou.

Vaz Pinto não esquecer de felicitar os jogadores, pelo empenho no jogos, os dirigentes do clube, pelo trabalho que desenvolvem, e o sempre presentes adeptos.

"Gostaria deixar de dedicar a vitória aos meus jogadores, que de facto são fantásticos no trabalho, na entrega diária, bem como a toda a estrutura do Libolo, que é muito organizada. Por último, dedicar o triunfo a estes fantásticos adeptos, que foram hoje o nosso complemento", referiu.