Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Estive desacreditado mas nunca me desmoralizei

23 de Maio, 2019

Avanado militar terminou o Girabola Zap com 14 golos

Fotografia: Jornal dos Desportos

O melhor marcador do Campeonato Nacional de Futebol da Primeira Divisão, Girabola Zap, referente a época 2018/2029, com 14 golos, Cristóvão Paciência "Mabululu",  afirmou ter sido difícil chegar ao 1º de Agosto, numa altura em que estava desacreditado, sendo o momento actual da carreira fruto da sua capacidade de resiliência.
Em declarações à Angop, após vitória frente ao Kabuscorp do Palanca (1-0), domingo, no estádio 11 de Novembro, em Luanda, e a consequente conquista do Girabola Zap 2018/19, o melhor marcador do campeonato disse nunca ter-se desmoralizado, quando esteve ao serviço de outros clubes, o último dos quais o Domant FC do Bula Atumba.
Quanto ao troféu de melhor goleador, referiu que a concorrência o obrigou a dedicar-se duplamente, numa corrida equilibrada até ao final do campeonato com Tiago Azulão (Petro), segundo com 13 golos e Chico (FC Bravos do Maquis) terceiro igualmente com 13 tentos.
“Foi difícil chegar ao 1º de Agosto (foi contratado na presente época) porque estive desacreditado, mas nunca me desmoralizei ao serviço de outros clubes. Cheguei aqui (clube militar) e tive a oportunidade de fazer golos e me tornar o melhor”, referiu.
O atacante militar destacou o papel dos adeptos em todas as províncias, onde o clube tetracampeão nacional jogou ao longo do campeonato.
De 29 anos de idade, formado nas escolas do Petro de Luanda, Mabululu representou ainda as formações do Recreativo do Libolo, Interclube, Atlético Sport Aviação (ASA) e Domant FC do Bula Atumba.