Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Estrangeiros abandonam Acadmica do Lobito

J?lio Gaiano ,No Lobito - 18 de Maio, 2017

Acadmica do Lobito registou abandono de atletas influentes por alegadas razes pessoais

Fotografia: Jos Cola | Edies Novembro

Nestas condições, estão o luso -angolano Ruben, o português Bruno, o bissau -guineense Ibrahim Cassamá e o cabo-verdiano Jorge Kadú. Este último, foi o primeiro a bater com a porta do Buraco.

Em razão do abandono, algumas pessoas ligadas à direcção do grémio lobitanga afirmavam que o médio ofensivo Jorge Kadú, continuava ligado ao clube.

A sua permanência no estrangeiro devia-se à questão de saúde, pelo que a qualquer momento podia estar de volta para reintegrar o plantel.

Passaram-se dias, e a competição termina a sua primeira volta já neste fim-de-semana, e nada disso aconteceu. Afinal, tudo não passou de mais uma finta que só ficou descoberta com a “renúncia” de Ruben e de Ibrahim.

Por esta razão, o presidente da Académica do Lobito, Luís Borges, instou as forças vivas do município a juntarem-se aos esforços da  direcção no sentido de se atenuar parte das dificuldades que o clube enfrenta na aquisição de divisas (moedas em dólares), para fazer face ao processamento de salários a determinados jogadores, que em função das suas origens (estrangeiros), se negam em auferir  na moeda nacional, o Kwanza.

Na presente temporada, a direcção da Académica do Lobito trocou de treinador por duas vezes. O professor José Silvestre Pereira Jorge \"Pelé\" é o actual técnico da equipa sénior, em substituição de António Alegre que interrompeu o seu vínculo contratual na 8ª jornada da prova, por acordo mútuo, segundo o presidente Luís Borges,  nunca desmentido pelo técnico.

No campeonato, transcorridos 14 jornadas (penúltima da I volta), a equipa ocupa a 12ª jornada, com 12 pontos, acima do JGM do Huambo (13º/10 pontos), Progresso da Lunda Sul (14º/9), ASA (15º/8) e Santa Rita FC do Uíge (16º/7).

Se o campeonato terminasse hoje, os \"estudantes\" sobreviveriam ao GirabolaZap2017, um desejo almejado pela direcção e massa apoiante do grémio, que esperam ver solucionado o problema financeiro que grassa no clube. 


Imprensa
Só fala o presidente

A direcção da Académica Petróleos Clube do Lobito, numa circular assinada pelo presidente Luís Borges, estabeleceu determinadas normas a serem observadas por todos no clube, consta dentre elas o tratamento aos órgãos de comunicação social.

Manter a ordem e disciplina, como forma de preservar a coesão no seio do colectivo, é o que se exige, no que toca à comunicação social, ficou decidido que apenas o presidente e o director-geral abordam assuntos ligados ao clube.

 Os demais, só com autorização expressa da direcção. A medida é alvo de má interpretação da parte dos profissionais da imprensa que lidam com o desporto na província, e que vêem nisso uma espécie de \"black out\" não declarado,  a determinados órgãos considerados \"hostis ao interesse do clube\",  na visão dos seus dirigentes.

\"Somos uma liderança idónea, e com a responsabilidade acrescida. Todos os órgãos de comunicação social são nossos parceiros. Não é verdade que a direcção da Académica do Lobito privilegie alguns, em detrimento de outros\", acrescentou.

O mesmo explicou, que \"entendemos a vossa preocupação, porém, tivemos de estabelecer certas medidas para se estabelecer a ordem e a disciplina, em  casa. É uma questão de soberania, que visou única e simplesmente acabar com a confusão no seio da colectividade, e que deve ser respeitada\".


Estudantes procuram dinheiro
para recrutar reforços na II volta



A direcção da Académica Petróleos Clube do Lobito pretende entrar no mercado nacional, para negociar a contratação de alguns jogadores, para  a segunda volta do GirabolaZap2017.

Na baliza, na defesa e no ataque precisam de reforçados, mas a falta de dinheiro pode emperrar as exigências reclamadas pela equipa técnica, liderada pelo professor José Silvestre \"Pelé\",segundo apurou o Jornal dos Desportos de uma fonte do clube.

No decurso da presente campanha futebolística, o plantel da Académica do Lobito registou o abandono de alguns atletas influentes na manobra do conjunto, por alegada razões pessoais.

 Para preencher o vazio, a equipa técnica indicou alguns atletas à direcção, para integrar o grupo de trabalho. No caso das negociações com os referidos atletas se estagnarem, a aposta deve recair na prata da casa. Isto é, alguns jogadores em idade de juniores podem ser recrutados, para atacar as próximas 15 jornadas que restam, do GirabolaZap2017.

\"O clube não tem dinheiro, e por isso, é difícil assegurar a contratação de novos reforçar para o plantel. O período de novas inscrições na Federação Angolana de Futebol estão às portas, e não temos nada acertado em volta do assunto. Estamos a trabalhar e depois diremos alguma coisa. Por enquanto, não podemos prometer nada\", confidenciou a fonte.

O presidente da Académica do Lobito, Luís Borges, diz esperar que patrocinadora oficial, Sonangol, EP, via ESSO Exploration/ Angola, aloque as verbas nas contas do clube, cumpridos os procedimentos requeridos para o efeito.

Luís Borges continua firme nos seus propósitos,  garante que não faz parte dos planos da sua liderança, desistir da empreitada. Manter a equipa na fina-flor do futebol nacional, é o maior desejo do clube e da  massa apoiante, como fez crer o presidente do grémio lobitanga,  na conversa que presidente da Académica manteve com o repórter do JD.

\"Desistir, não faz parte do projecto desta direcção. Temos um compromisso sério para com a (nossa) sociedade lobitanga. Não faz sentido abdicar dele, sobretudo, nesta fase em que a nossa participação se torna imprescindível. Enquanto tivermos forças, não vamos baixar os braços diante deste grande desafio, que exige o empenho de todos os apoiantes do clube para manter a equipa na primeira divisão\", garantiu.