Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Estudantes aptos para nova lio

Jlio Gaiano, no Lobito - 04 de Julho, 2018

Lobitangas querem sair de Caxito com os trs pontos no jogo desta tarde vlido para a 21 jornada

Fotografia: Dombele Bernardo

A formação da Académica do Lobito joga esta tarde, na cidade de Caxito, confiante na conquista de um resultado positivo, pese embora reconhecer o interesse do Domant FC do Bengo, que passa pela recuperação dos pontos perdidos nas últimas 15 jornadas do Girabola Zap 2018. 

De acordo com o treinador da equipa lobitanga, Rui Garcia, no desafio, pontuável para a 21ª jornada do campeonato, com palco o estádio do Dande, a partir das 15h30, a equipa vai entrar convicta de que o adversário vai tudo fazer para não perder. 

“Estamos seguros que vamos defrontar uma equipa que carece de pontos, para se livrar do lugar em que se encontra mergulhado. Por isso, tudo vai fazer para, no mínimo, não perder e reanimar-se da crise de resultados negativos, que somou nas últimas jornadas”, alertou. 

Rui Garcia assegura que, não obstante, acredita num resultado positivo da sua equipa, na deslocação ao Bengo, que passa necessariamente pela conquista dos três pontos. Na óptica do treinador, o adversário a enfrentar é forte e pode surpreender, facto que coloca a sua equipa de sobreaviso. Acrescenta que todo o cuidado é pouco, para contrariar as tendências da formação \"domantina\".

“Temos um objectivo previamente definido na competição. Estamos aos poucos próximo da sua concretização. Por isso, pretendemos vencer ao Domant para consolidar tal desiderato, apesar reconhecermos das dificuldades que nos aguarda. Estamos precavidos e certos de que devemos evitar erros desnecessários, sob pena de cairmos numa fatalidade”, assentou. 

O Jornal dos Desportos apurou, do treinador da Académica do Lobito, que para a “operação” Domant, a equipa poderá contar com todos os jogadores. O defesa central Zebedeu e o atacante Lelas, que no confronto passado, frente ao Petro de Luanda (empate a zero), cumpriram castigo federativo, já podem alinhar e contribuir para o almejado triunfo.

Assim sendo, os estudantes podem começar com Ndulu (na baliza); Projecto, Zebedeu, Milambo e Germano (na defesa); Lourenço, Lindala, Kapita e Vander (ou Bruno); Jiresse e Lelas (no ataque). Um esquema táctico, com forte pendor atacante, mas com fortes precauções na defensiva, por sinal o “ADN” da turma do Buraco.